Busca no Blog

15 de agosto de 2021

Teresa de Los Andes - Deus, Alegria Infinita - Diário e Cartas

A NOIVA DE JESUS

Quarta-feira, 8. Hoje fizeram os votos duas noviças. Causou-me grande impressão. Diante da Santa Hóstia lhe prometeram ser suas esposas. Oh! que dignidade tão sublime! Quando poderei eu dizer ao mundo o meu último adeus! Também uma postulante recebeu o hábito. Pode-se dizer que é noiva de Jesus.
Estivemos com a madre Rios. Como gostei! E como faço o possível para representar-me que já estou no Carmelo, sentei-me no chão, aos pés da Madre; exemplo que seguiram várias meninas.
Domingo estarei a sós com madre Rios. Isto me assusta, pois penso contar-lhe toda a transformação que se operou em mim desde a operação, minha vocação para o Carmelo, enfim, tudo.
9 de outubro. Hoje me confessei. Que alivio! Tinha pecados que, embora involuntários, não gosto de tê-los. Como amo a Jesus, antes prefiro morrer do que ofendê-lo.

MAIS BONITA PARA JESUS

Domingo, 10. Disse a madre Rios que não estou nada acostumada e ela achou que o motivo está na idade em que entrei.
Sobre a operação, fez-me ver o grande fim a que me destinava Deus ao devolver-me a vida e os numerosos favores que me havia concedido.
Falei-lhe de meus flertes e ela me perguntou como pude flertar depois de tantos chamados de Deus. Que o amor humano se extingue, e o divino tudo abrange. Que cada vez que comungasse devia falar com Jesus Cristo sobre isto, e procurar ser cada dia mais bonita para ele, tendo mais virtudes. Que era Todo-poderoso aquele que se havia abaixado até mim para escolher-me para esposa.
Também disse-lhe que desejava entrar no Carmelo. E ela me perguntou: E a saúde? Poderá resistir? Ah! corpo miserável, que te opões aos desejos de minha alma! :Ês delicado. Fazem-te mal as austeridades e necessitas que te regalem. Porém meu Jesus fará o que quiser. Cumpra-se em tudo a sua santa vontade. Esta cruel incerteza é uma espécie de agonia para minha alma. Melhor, porque assim posso unir-me a meu Jesus no horto e consolá-lo um pouco.
Recomendou-me a vida de Sta. Teresa e de Teresinha do Menino Jesus. Eu disse que já li várias vezes e tiro tanto proveito, pois minha alma tem alguns pontos parecidos com a sua. E também porque eu, como ela, recebi muitos benefícios de Nosso Senhor, que pago tão mal a meu Jesus. Isto me enternece e prometo ser melhor.

ESTAMOS FELIZES

Terça-feira, 12. Festa de madre Esquerdo. Dia de recreio.
Estivemos muito contentes. Brincamos de esconde-esconde e depois com bandeirinhas, nós ganhamos. Leram os trabalhos do concurso de ortografia. Fui a primeira: por sorte, nenhum erro. Madre Rios riu comigo, o que me agradou muito.
Saímos hoje. Estamos felizes. Fomos confessar e depois à Alameda.
Porém, encontrava-me tão alheia a este passeio . . . pensava que ninguém pensaria nele. E eu procurava unir-me o mais possível.
Assim gozava.
Quarta-feira. Hoje fui à missa. Depois ao centro com a Lúcia.
De tarde fomos ver a Inês e Maria Salas. E as Salas Edwards.
A Cármen de Castro; porém não a encontrei. Só quando voltávamos a vi na rua. Abraçamo-nos. Estávamos felizes. Tanto tempo sem ver-nos. Gosto muito dela. Tem muitas qualidades.
Quinta-feira, 14. Encontro-me no campo. Andamos por toda a parte. Que felicidade!
Sábado, 16. Saímos cedo a cavalo com meus primos. E nos divertimos muito. Às duas, soltamos balões, o que aprecio muito.
Domingo, 17. Tivemos missa. Estive muito distraída, pois meus primos estavam no presbitério e nos olhavam e isto me tentava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário