7 de janeiro de 2020

Oração ao Menino Jesus - Santa Teresinha

Ó Jesus Menino, meu único tesouro! Abandono-me aos vossos divinos caprichos, não quero outra alegria que a de fazer-vos sorrir. Imprimi em mim as vossas graças e virtudes infantis, para que no dia do meu nascimento para o Céu, os Anjos e os Santos reconheçam em mim a vossa esposinha Teresa de Menino Jesus.

6 de janeiro de 2020

Jesus Sofre de Amor - Santa Teresinha

Se tu és nada, não te esqueças que Jesus é tudo. Por isso tens que perder o teu pequeno nada no seu tudo infinito e não pensar mais senão nesse tudo unicamente amável...
Jesus sofre de amor e é preciso notar que a doença de amor não te cura senão com amor... Dá generosamente teu coração a Jesus. Jesus tem sede e fome dele.

5 de janeiro de 2020

Sobre Ondas Tempestuosas - Santa Teresinha

Quando Jesus dorme, viver de amor é repousar sobre ondas tempestuosas.
Oh! não temas que te desperte, Senhor, espero em paz, do céu, as praias venturosas...
A Fé rasgará seu véu em breve, e minha Esperança de um dia vou depor, a Caridade enche minha vela e a impele, eu vivo de amor!

4 de janeiro de 2020

Canto o Que Quero Crer - Santa Teresinha

Madre muito amada, talvez pareça que eu exagero demais minha provação. De fato, se julgardes pelos sentimentos que manifesto nas pequenas poesias que compus este ano, devo parecer-vos uma alma cheia de consolações, para a qual o véu da fé quase se rompeu. E no entanto... para mim, já não é um véu, é um muro que se ergue até os céus e encobre o firmamento estrelado... Quando canto a felicidade do Céu, a posse eterna de Deus, não sinto nenhuma alegria, pois canto simplesmente o que QUERO CRER.

3 de janeiro de 2020

Se Eu não Tivesse estas Tentações Contra a Fé - Santa Teresinha

Se eu não tivesse estas tentações contra a fé que é impossível compreender... acho que morreria de alegria ao pensamento de deixar logo esta terra.

2 de janeiro de 2020

Na Escuridão, o Facho da Fé - Santa Teresinha

Nos dias tão alegres do tempo pascal, Jesus deu-me a conhecer que realmente existem almas que não tem fé, e que por abuso de graças perdem esse precioso tesouro, fonte das únicas alegrias puras e verdadeiras.
Oh! Senhor... que todos que ainda não foram iluminados pelo luzente facho da Fé, acabem enfim por vê-lo brilhar... Se for necessário quero comer sozinha o pão da provação até quando vos aprouver introduzir-me em vosso reino luminoso. A única graça que vos peço é a de nunca vos ofender!

1 de janeiro de 2020

Quando Jesus se Esconde à Minha Fé, Redobro de Ternura - Santa Teresinha

A minha paz é de ficar pequena mesmo quando caio no caminho, eu posso me erguer sem pena, e Jesus me toma pela mão.
Cumulando-o de carinho eu lhe digo que ele é tudo para mim então...
E eu redobro de ternura até quando ele se esconde à minha fé.

31 de dezembro de 2019

À Sombra da Fé - Santa Teresinha

Lembra-te que, no dia de tua vitória, disseste-nos: "Aquele que não pôde ver o Filho de Deus radiante de glória, é bem-aventurado... se mesmo assim crer!"
Na sombra da fé eu te amo e te adoro: aguardo em paz o céu, e te imploro.
Que não é meu anseio ver-te na terra. Eu creio! Lembra-te!

29 de dezembro de 2019

O Brinquedo de Jesus - Santa Teresinha

Recordais talvez que outrora eu gostava de me chamar "o brinquedinho de Jesus". Ainda agora, sinto-me feliz de sê-lo, só que me veio à cabeça que o Menino Jesus tinha muitas outras almas, cheias de virtudes sublimes que se diziam "seus brinquedos", pensei pois que elas eram os seus "belos brinquedos" e que a minha pobre alma era apenas um brinquedinho sem valor. Para consolar-me disse para comigo que muitas vezes as crianças têm mais alegria com os brinquedinhos sem valor que se podem deixa ou tomar, quebrar ou abraçar segundo o seu capricho, do que com outros mais valiosos nos quais quase não ousam tocar.
Rejubilei então por ser pobre e desejei sê-lo cada vez mais, a fim de que de dia para dia Jesus tenha mais gosto em brincar comigo.

28 de dezembro de 2019

Amar a Pobreza - Santa Teresinha

Na terra os grandes e os nobres possuem palácios suntuosos, enquanto o asilo dos pobres são casebres indecorosos. Assim, vede num estábulo o pobrezinho do Natal: esconde sua glória inefável deixando seu Céu por um portal. A pobreza, onde encontrais a paz, é amada por vosso coração, é nele que Jesus se compraz nele quer fazer sua mansão!

26 de dezembro de 2019

O Barco está Afundando - Santa Teresinha

Aqui na terra nada pode satisfazer-nos; só se pode sentir um pouco de repouso quando se está disposta a fazer a vontade de Deus.
O meu barquinho tem dificuldade de chegar ao porto. Há muito que avisto a margem e encontro-me sempre afastada dela; mas é Jesus que guia o meu barquinho e estou certa de que no dia em que ele quiser poderá fazê-lo atingir felizmente o porto. Ó Paulina! quando Jesus me fizer atingir as praias benditas do Carmelo quero dar-me inteiramente a ele, não quero viver senão para ele. Oh! não, eu não temerei os seus golpes, porque ainda nos sofrimentos mais amargos, sente-se sempre que é a sua mão suave que fere. Experimentei-o bem em Roma no momento em que me parecia que a terra fosse me faltar sob os pés.

25 de dezembro de 2019

Livre das Coisas - Santa Teresinha

Creio que o trabalho de Jesus, durante este retiro, foi o de me desapegar de tudo o que não é ele...
Se soubesse como é grande minha alegria por não sentir nenhuma, a fim de dar prazer a Jesus!... É uma alegria sutil e puríssima, mas nada sentida.