Busca no Blog

Carregando...

31 de agosto de 2015

Catecismo Anticomunista - Parte 10

X. O PAPEL DE SATANÁS

58. Quem inventou este regime?
Quem inventou este regime foi Satanás, que sabe que o melhor meio de levar os homens à perdição eterna é fazê-los rebelarem-se contra a ordem constituída por Deus.

59. Como que Satanás consegue adeptos para este regime?
Prometendo aos homens o paraíso na terra se eles renunciarem a Deus e ao Céu, Satanás consegue enganá-los como o fez a nossos primeiros pais, e o resultado é o inferno na terra e na eternidade.

Missa Tridentina - Setembro de 2015

Prezados Leitores, Salve Maria!

Informamos a seguir os horários das Missas no Rito Tridentino entre os dias 06 e 12 de setembro de 2015.

Local: Capela da Polícia Militar

Endereço: Av. Marechal Floriano Peixoto, 2057 - Rebouças - Curitiba - Paraná


06/09 - 11:00 h - Padre Tomás (Missa Neo-sacerdotal)
           18:00 h - Padre Renato

07/09 - 10:00 h - Padre Tomás

08/09 - 10:00 h - Padre Renato

09/09 - 07:00 h - Padre Renato

10/09 - 18:00 h - Padre Renato
           19:30 h - Padre Pedro (Missa Neo-sacerdotal)

11/09 - 20:30 h - Padre Renato

12/09 - 09:00 h - Padre Renato

Obs: No decorrer da semana estaremos efetuando nova publicação das Missas, informando as disposições necessária para receber a benção neo-sacerdotal dos Padres Tomás e Pedro.

30 de agosto de 2015

Pétalas de Rosas - São João da Cruz - Parte 5

21. Amando a alma algo fora de Deus, torna-se incapaz da união e transformação n’Ele.

22. A alma é o altar onde Deus é adorado em louvor e amor ao que, por amor, está unida a Ele.

23. Vive em solidão até achar a Deus.

24. Se uma alma busca a Deus, muito mais Deus busca a ela.

25. Amar é trabalhar em despojar-se por Deus, de tudo o que não é Deus.

29 de agosto de 2015

Catecismo Anticomunista - Parte 9

IX. A PROPRIEDADE, A VIDA HUMANA E A ESCRAVIDÃO DO OPERARIADO

49. O indivíduo, no regime comunista, não pode possuir nada?
No regime comunista o indivíduo não é dono de nada. Tudo é do Estado.

50. O comunismo não admite por vezes o direito de propriedade?
Quando está no poder, o comunismo às vezes concede o uso de algum imóvel a um ou outro trabalhador. Mas não reconhece o direito de propriedade, pois pode tomar tudo a todos, quando quiser. O homem, no regime comunista, não tem sequer direito ao fruto do seu trabalho.

51. No regime comunista ninguém é, então, dono de nada?
No regime comunista ninguém é dono de nada: nem do dinheiro, nem da fábrica, nem do campo, nem da casa, nem da profissão, nem de si mesmo. Tudo é do Estado, tudo depende do Estado.

52. Então o regime comunista é de escravidão?
O regime comunista estabelece a mais completa escravidão, pois não reconhece ao homem nenhum direito.

53. O comunismo respeita a vida humana?
Não. Uma vez que o homem não passa de animal, o comunismo trata a vida humana como nós tratamos a dos bois. Se fôr preciso, mata-se. Assim, para dominar a Rússia foi preciso assassinar cerca de 20 milhões de russos, ou fuzilando-os, ou deixando-os morrer de fome. Nos campos de concentração da União Soviética, ao tempo de Stalin, calcula-se que havia 16 milhões de homens e mulheres de todas as categorias, padres, intelectuais, operários, que trabalhavam como escravos e acabaram morrendo de miséria. Para conquistar o poder, os comunistas chineses assassinaram vários milhões de pessoas. Para dominar os católicos da Espanha, as milícias bolchevistas mataram onze Bispos e 16.852 Sacerdotes e Religiosos, bem como muitos milhares de pais  de família.

54. No regime comunista, o operário pode se queixar, fazer greve, trocar de serviço?
Não. O Partido marca onde o operário deve trabalhar. Neste trabalho ele deve produzir o máximo. Não pode reclamar, e nem é bom pensar em greve, porque quem pensar vai para o degredo na Sibéria, para um campo de concentração ou para a forca. No regime comunista o operário não tem direito algum.

55. Os comunistas mantêm sempre os operários na miséria?
Até hoje a situação material dos operários em todos os países comunistas é em geral miserável. Todavia, a Rússia promete que no ano 2000 os trabalhadores russos terão a mesma situação que têm atualmente os seus colegas ocidentais. O comunismo não se interessa pelo bem-estar dos operários senão enquanto ele é útil para a Revolução, por isso, se os operários, obtido o bem-estar, começam a desobedecer, volta de novo a miséria. O comunismo trata os trabalhadores como reses, ou como escravos. O senhor de escravos dava-lhes comida porque lhe interessava que eles fossem fortes e sadios, para poderem trabalhar. Mas, se em dado momento parecer necessário às autoridades comunistas reduzir gravemente o padrão de vida da classe trabalhadora, em favor do desenvolvimento das industrias do Estado ou do seu poderio militar, fá-lo-ão sem hesitação, pois para elas o operário é escravo e o escravo não tem direito.

56. Nos países não comunistas, o comunismo quer melhorar a situação dos operários?
Não. Nos países não comunistas o comunismo quer que os operários fiquem tão miseráveis, que cheguem ao desespero, e assim provoquem greves e desordens, as quais os comunistas aproveitarão para derrubar o governo legítimo e implantar a sua ditadura.

57. Nos países dominados pelos comunistas não há diferenças de riqueza e de classe social?
O comunismo promete abolir as diferenças de riqueza e de classe. Mas isto é contra a natureza humana. Destruindo a moral e o direito, o comunismo favorece um grupo de dirigentes e de membros do Partido, que dispõem de grandes riquezas e vivem com fartura e luxo em casas suntuosas, enquanto o operário em geral passa privações, e obrigado a trabalhar onde o Partido manda, tem para morar somente um quarto, onde se amontoam os pais, os filhos e todos os membros da família, sem cozinha, nem banheiro próprios. A diferença entre os que mandam e os outros é muito maior que entre os capitalistas e os operários.

28 de agosto de 2015

Pétalas de Rosas - São João da Cruz - Parte 4

16. Quem não procura a cruz de Cristo não procura a glória de Cristo.

17. A obra pura e inteiramente feita por Deus no seio puro faz reino inteiro para o seu Senhor.

18. Agrada mais a Deus uma obra, por pequena que seja, feita às escondidas e sem desejo que saiba, do que mil feitas com desejo de que os homens as saibam, pois quem trabalha por Deus com amor puríssimo, não somente não se lhe dá que os homens o vejam, mas nem mesmo faz as obras para que Deus as saiba e mesmo que nunca Ele as viesse saber, não deixaria de prestar-lhe os mesmos serviços e isto, com a mesma alegria e pureza de amor.

19. Um ato de virtude gera na alma suavidade, paz, consolação, luz, pureza e fortaleza.

20. Vão é perturbar-se com as adversidades. Havemos de nos alegrar em vez de nos perturbar, para não perder a paz e a tranqüilidade. Com mais abundância e suavidade se comunica Deus nas adversidades.

27 de agosto de 2015

Catecismo Anticomunista - Parte 8

VIII. A LUTA DE CLASSES

47. Como se chama esta oposição entre os proletários e os demais cidadãos?
Esta oposição se chama luta de classes.

48. Esta luta durará muito?
Para os comunistas, esta luta não terminará senão quando no mundo inteiro só houver a classe dos proletários, isto é, dos trabalhadores que não têm nada de próprio.

26 de agosto de 2015

Pétalas de Rosas - São João da Cruz - Parte 3

11. O amor não consiste em sentir grandes coisas, mas em ter uma grande desnudez e em padecer pelo (Cristo) Amado.

12. A sabedoria entra pelo amor, pelo silêncio e mortificação; grande sabedoria é saber calar e não olhar aos ditos nem feitos nem vidas alheias.

13. Para se enamorar duma alma não põe Deus os olhos na grandeza dela, mas na grandeza da sua humildade.

14. A alma que caminha no amor não se cansa.

15. Tenha fortaleza no coração contra tudo aquilo que a não é Deus e seja amiga da Paixão de Cristo.