Busca no Blog

16 de agosto de 2021

Teresa de Los Andes - Deus, Alegria Infinita - Diário e Cartas

SOFRER COM ALEGRIA

Sexta-feira, 22. Hoje voltamos ao colégio. Sinto desespero e uma vontade louca de chorar. A ti, Jesus meu, te ofereço este sofrimento, pois quero sofrer para parecer-me contigo, Jesus, meu amor.
Domingo, 24. Hoje, desde que me levantei, estou muito triste.
Parece que de repente meu coração se parte. Jesus me disse que queria que eu sofresse com alegria. Que ele havia subido ao Calvário e se havia deitado na cruz com alegria pela salvação dos homens. "Acaso não és tu que me buscas e queres parecer-te a mim? Portanto, vem comigo e toma a cruz com amor e alegria."
Isto custa tanto; porém basta que ele o peça para que eu procure fazê-lo. Aprecio o sofrimento por duas razões: a primeira porque Jesus sempre o preferiu. Segunda: porque sob o jugo da dor se embelezam as almas. Jesus, às almas que ele mais ama, envia este presente.

CARTA A VIRGEM

Encontro num caderno: "Meu espelho há de ser Maria. Posto que sou sua filha, devo parecer-me a ela e assim me parecerei a Jesus".
Também encontro uma carta que escrevi uma noite em que já não aguentava sofrer mais. "Minha Mãe quase idolatrada: escrevo para desafogar meu coração despedaçado pela dor. Não quero que juntes seus pedaços, Mãe de minha alma, senão que mane, que destile um pouco de sangue. A dor me sufoca. Minha Mãe, eu sofro; porém estou feliz sofrendo. Tirei a cruz de meu Jesus. Ele descansa. Que maior felicidade para mim?
Estou só, minha Mãe. Mamãe vai hoje para Viña ver o Inacinho, e nós ficaremos aqui. Até quando? Não sei. Até que Jesus o queira, não te parece? Sofro . . . e já não posso mais. Só te peço que cures os enfermos. Tu sabes quais são. Se queres, podes fazê-lo.
Mostra que és minha mãe. Ouve o grito da minha alma pecadora e arrependida que sofre e bebe o cálice da dor até o fundo. Mas que importa! Sofro, mas só quero a Jesus. Quero que ele seja o dono de meu coração. Dize-lhe que eu o amo, que o adoro. Dize-lhe que quero sofrer, quero morrer de amor e sofrimento. Que não me importa o mundo, mas somente ele.
Tu és minha mãe e te digo que sofro. Amanhã será quarta-feira e ninguém me chamará ao salão. Vem tu com teu Filho e minha felicidade será completa.
Faz que saiba minhas lições, minhas provas, meus exames.
Que receba prêmios para ver feliz a ti, a meu Jesus e a meu pais.
Maria, minha Mãe, ouve-me. Tua filha."

MEU ÚNICO AMOR

7 de setembro escrevi: "e amanhã o dia maior de minha vida. Serei esposa de Jesus. Quem sou eu e quem é ele? Oh! Jesus, meu amor, minha vida, meu consolo e alegria, meu tudo! Amanhã serei tua".
Minha Mãe, amanhã serei duplamente tua filha. Serei esposa de Jesus. Ele vai colocar em meu dedo o anel nupcial. Sou feliz, pois posso dizer com verdade que o único amor de minha vida tem sido ele.
Hoje, 8 de dezembro de 1915, com a idade de quinze anos, faço voto de não admitir outro Esposo senão a meu Jesus Cristo, a quem amo de todo o coração e a quem quero servir até o último momento de minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário