Busca no Blog

28 de março de 2021

 THESOURO DE PACIÊNCIA

DA COROAÇÃO DE ESPINHOS

MEDITAÇÃO IV


Estando o Senhor Jesus com estas insígnias de zombaria, os judeus, fazendo mofa,  ajoelhavam em terra dizendo: Deus te salve, ó rei dos judeus; ao mesmo tempo os anjos se prostrariam por terra,  adorando ao Senhor como seu verdadeiro Rei. Esta saudação por escarnio creio eu que ofendia mais o Senhor, e mais o escandalizava, do que a mesma coroa de espinhos; porque estes ludíbrios iam imediatamente a ferir a alma, e os outros tormentos feriam somente o corpo. A muitas almas sucede à proporção o que sucedeu ao Senhor: seus inimigos lhes dão louvores, mas por mofa e zombaria: engrandecem a sua cristandade e dobram o joelho, mas escarnecem e ridicularizam todas as suas ações. Se a ti te vier este trabalho, não te aflijas, alma minha: cuida no que serás aos olhos de Deus, e não no que és aos olhos dos homens. Os olhos de toda a corte do céu estão postos com sumo agrado naqueles que obram bem; e todos abominam e desprezam com sumo desprazer os que obram mal. Sê tu santa na realidade, ainda que vejas que o mundo curva o joelho diante de ti por zombaria. Se Deus te louvar, que importa que os homens te escarneçam? Se Deus aprovar as tuas ações, que importa que os homens as queiram viciar escarnecer? Filha, um só louvor de Deus pesa mais do que todos os ludíbrios dos homens: portanto, nas tuas ações procura agradar-lhe a Ele, e somente a Ele, e não faças caso dos impropérios do mundo.

JACULATORIA.-

Meu Deus, agrade-vos eu a Vós, e dou licença ao mundo todo que faça zombaria de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário