Busca no Blog

5 de julho de 2016

Casamento e Família - Dom Tihamer Toth.

Conferência XV


1- A FAMÍLIA CRISTÃ RESPEITA O FILHO.


Parte 2/7


O cristianismo sempre rodeou a criança de um respeito particular. Ele a olha como uma "coisa santa" e uma " bênção divina", e como vamos ver, com muita justiça.
A - "A criança é uma coisa santa, "Res sacra puer". Se os pagãos já assim falavam, quanto mais os cristãos! Como  botões na árvore, quantas esperanças aguardam nela sua realização! 
O filho é santo para seus pais. É, não somente o sustentáculo e o apoio dos pais na velhice, mas também a continuação terrestre de sua vida que se inclina para o túmulo.
O filho é santo aos olhos da nação. Ela vive por ele. Seu destino melhora com uma juventude robusta, previdente e casta, ou então desaparece o seu futuro, com uma juventude leviana e frívola.
O filho é santo aos olhos da Igreja. Dá ele sem cessar novos membros à Igreja do Cristo, e por eles a luz do Evangelho se espalha sobre a terra.
O filho é santo aos olhos de Nosso Senhor Jesus Cristo: com que amor Ele o olhou, e com que ternura deu Ele sua bênção.
Não exagerava pois Leônidas, este mártir dos primeiros séculos, do qual lemos que se ajoelhava muitas vezes ao pé do leito de seu jovem filho, Orígenes, e como sua mulher lhe perguntasse por que, ele respondeu: " eu adoro o Espírito Santo que habita no peito de meu filho".
Que concepção profundamente cristã, do valor da criança! Sim. "Res sacra puer", a criança é uma coisa santa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário