Busca no Blog

3 de julho de 2016

Casamento e Família - Dom Tihamer Toth.

Conferência XV


A FAMÍLIA NUMEROSA


Parte 1/7


Foi doloroso e triste o quadro da família sem filhos que passou aos nossos olhos nas duas últimas instruções, mas o objeto das duas que virão agora é bem consolador e alegre: vou falar da "família numerosa".
O quanto é terrível, porque é contra a natureza, o silêncio de túmulo que reina em casa dos esposos sem filhos, tanto é alegre e cheio de promessas o riso argentino que enche o lar da família numerosa.
O quanto é abandonada e triste a velha árvore seca que perdeu sua folhagem, suas flores e todo o seu ornamento, o quanto é triste o caminhar para o túmulo, dos esposos sem filhos, atingidos pela velhice: tanto são altivos em sua velhice os que generosamente e confiantes no auxílio de Deus acolheram o filho. São como gigantescos carvalhos, cujos vastos ramos trazem ninhos onde sempre cantam novos pássaros. Estes velhos vêem, com a alma cheia de gratidão para com Deus aparecer, no lar de seus filhos e mesmo netos novos berços, e nestes berços, pequeninos seres que exprimem o seu reconhecimento aos pais e avós. Estes velhos terão alguém para rezar por eles, e implorar a graça de Deus para o repouso de sua alma.
Sim, sempre foi assim; as famílias cristãs sempre amaram seus filhos; o seu mais belo móvel sempre esteve a um canto do quarto, o berço com um pequeno anjo risonho quase a dormir, enquanto num outro canto um bebê de três anos se mantém altivamente em seu cavalo de balanço, e mostra ao seu irmão maior de 5 anos toda a sua habilidade.
As duas últimas instruções passaram-se numa paisagem árida, na família sem filhos. Nas duas, porém, que se seguem, subiremos às alturas consoladoras do lar feliz da família numerosa. Nesta instrução, mostrarei só de um modo geral que a verdadeira família cristã tem duas características:
1 - Respeita o filho;
2 - Dá a educação ao filho.
Na instrução seguinte, darei alguns detalhes sobre a maneira de educar cristãmente os filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário