Busca no Blog

17 de julho de 2016

Casamento e Família - Dom Tihamer Toth.

Conferência XVI


A FAMÍLIA NUMEROSA II


Parte 1/10


Foi talvez um pouco original o desejo com o qual terminei a minha instrução anterior. Não é costume terminar o sermão com um brinde: "Deus, abençoe as boas e devotadas mães de famílias".
É verdade. Mas aquele que reflete no devotamento contínuo que os bons pais são obrigados a manifestar aos seus filhos; aquele que conhece o trabalho árduo a que se impõe o pai de família para subvencionar as despesas materiais decorrentes da educação dos filhos; aquele que vê todos os cuidados, lágrimas e noites de insônia por que passa a mãe de família na educação do filho, julgo que não achará tão estranho que na fronte dos pais, ciosos de seus deveres, perceba eu o brilho de uma coroa sobrenatural.
Que seja sempre maior o número desses pais educadores ideais. Possam eles cumprir sempre com mais frutos a sua pesada missão de educadores. Eis a finalidade da presente instrução.
A educação frutuosa dos filhos coloca, sem dúvida, os pais diante de grandes deveres. Cumprirão, porém, mais facilmente esses deveres: 
1 - Se eles souberem que o primeiro fator de educação é o próprio exemplo.
2 - Se souberem quais as virtudes que devem ensinar em primeiro lugar a seus filhos.
É a discussão destas duas questões que consagrarei a presente instrução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário