Busca no Blog

28 de outubro de 2015

Espírito de Cura d'Ars - Parte 3

PEQUENO PREFÁCIO DO AUTOR

Caras almas:
É porque vos amava que o Cura d'Ars tão bem falou do Céu, que é a pátria das almas; de Deus, que lhes é o Pai; de Nosso Senhor Jesus Cristo, que lhes é o Salvador e o Amigo.
Fostes, caras almas, toda a poesia do Cura d'Ars, toda a sua eloquência, toda a sua doutrina. Reproduzindo-vos a palavra dele, dou-vos o que é vosso.
Este livro é um relicário em que reuni inestimáveis tesouros, dispersos como relíquias desconhecidas, em breve perdidas talvez...
Seja-me permitido dizer-vos, irmãos, bem amados, que pus em desempenhar esta piedosa tarefa o que de melhor há em mim: amor, respeito, consciência, cuidado escrupuloso em não deixar perder nada, desejo sincero de vos ser útil.
Se achastes o P. Vianney na sua biografia, melhor ainda o achareis nestas páginas em que ele difundiu o seu espírito sem que eu tivesse de lhe misturar o meu.
A verdadeira palavra, bem o sei, é a palavra viva.
Mas, assim como sentis sobre o túmulo de Ars a virtude daquele que nele está encerrado, haveis de sentir também, espero-o, passar o seu hálito nestas palavras arrefecidas.
Nosso Senhor dignou-se abençoá-las nos lábios do Cura d’Ars para a salvação de grande número; digne-se ainda abençoá-las sob a minha pena, para o bem de alguns de vós e para a glória eterna de seu Santo Nome!

A. MONNIN

Nenhum comentário:

Postar um comentário