Busca no Blog

1 de outubro de 2015

Casamento e Família - Dom Tihamer Toth.

Conferência II

O CASAMENTO ANTES DE CRISTO.


Parte 1/5

Quando o apóstolo São Paulo, em sua epístola aos Efésios, fala do casamento, emprega esta expressão profundamente significativa: "É um grande mistério". "Magnum mysterium" (Ef 5, 32).
Nós que queremos, através de nova série de instruções, esboçar o quadro ideal da família cristã, devemos antes penetrar no fundo "deste grande mistério" evocado por São Paulo, e procurar sua essência. Qual a essência do matrimônio? Qual o pensamento profundo que o Criador quis realizar, instituindo o matrimônio? Ele de fato o instituiu? Não foi estabelecido pela vontade humana, ou o desenvolvimento da civilização trouxe-o consigo? Qual o Ideal do matrimônio segundo o pensamento divino? Tais as questões de que trataremos.
Responderemos em duas instruções especiais, porque na história do matrimônio há um acontecimento que lhe trouxe uma transformação essencial: sua regulamentação por Nosso Senhor Jesus Cristo. Já antes de Cristo o casamento era um "grande mistério", uma coisa nobre e venerável, como o é hoje, para aqueles que não conhecem Cristo; este é o assunto desta instrução. Em outra, o veremos "um grande mistério", elevado à dignidade de sacramento.
Estudemos hoje o ideal do matrimônio antes de Cristo. Vemos que ele era já "um grande mistério", porque desde o princípio foi Deus quem o fundou. Mas se ele o criou, então o próprio matrimônio dos não cristãos é santo, intangível e indissolúvel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário