Busca no Blog

10 de maio de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 361

DE QUE SÃO CAPAZES OS ANARQUISTAS

Era em 1937. Em Lérida (Espanha), um grupo de anarquistas percorreu a cidade arrastando um jovem de uns dezoito anos. Chegados a praça principal, constituiu-se uma espécie de tribunal, parodiando a sentença proferida por Pilatos contra o Redentor.
Depois de esbofeteado e coberto de insultos, o jovem foi obrigado a subir a uma mesa e então lhe perguntaram quem era.
— Sou um seminarista de Barbastro, — respondeu.
Não foi preciso mais. A multidão reclamou a morte do jovem, e o Comissário da Federado Anárquica Ibérica, depois de lavar-se as mãos, condenou-o à morte da cruz.
Realmente, pouco depois era o seminarista pregado num madeiro em forma de cruz. O seu coração batia aceleradamente, mas seu recurso a Deus e a Nossa Senhora, auxilio e força dos perseguidos, deu-lhe constância e coragem até a morte, fazendo dele um herói que talvez um dia seja venerado como um santo mártir. Expirou, dizendo: “Jesus, por vosso amor e pela salvação da Espanha”.
A canalha furiosa terminou a horrível cena, lapidando o cadáver ainda quente do mártir.
Isso foi numa Sexta-Feira Santa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário