Busca no Blog

24 de maio de 2017

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey,

I SÉRIE

ECCE MATER TUA.

Nossa Senhora Menina


Parte 1/4

Apresentemos o primeiro retrato. Será o de Nossa Senhora Menina.
Pensa-se pouco em Nossa Senhora Menina.
A razão é clara. O Evangelho não nos fala da infância de Maria. A primeira vez que a apresenta é já uma jovem desposada com José.
Para sabermos alguma coisa de Nossa Senhora Menina temos que acudir às conjecturas e à tradição.

*  *  *

Em que ambiente colocaremos Nossa Senhora Menina?
Uma tradição que remonta até ao século II, diz-nos que a Santíssima Virgem nasceu em Jerusalém junto à probática piscina.
Um templo ali levantado ainda agora continua comemorando o acontecimento.
Jerusalém, orgulho e glória para todos os judeus, era-o de uma maneira especial para Maria.
Era a cidade onde tiveram o seu trono os antepassados da Santíssima Virgem, os reis de Judá; as suas cinzas descansavam na necrópole de Jerusalém.
A alma da Santíssima Virgem tinha de encher-se de imagens e de ideias messiânicas e nenhum sítio melhor para isso do que Jerusalém.
E dentro de Jerusalém, procuraremos a Virgem Menina em casa de seus pais, que se ergue junto da probática piscina. Perto da porta por onde passavam as ovelhas destinadas ao sacrifício.
Perto daquela piscina em volta da qual se juntava uma multidão de estropiados: cegos, coxos, paralíticos, e esperavam que o anjo do Senhor descesse a remover a água; porque o primeiro que descesse à piscina ficava curado.
Entremos na casa da Virgem Maria Menina.
De seus pais nada nos diz o Evangelho.
A tradição conta-nos que se chamavam Joaquim e Ana e que eram já de idade avançada.
A Igreja venera-os nos seus altares e a razão nos diz que tiveram de ser muito santos.
Aquela Menina era a obra mais preciosa da Santíssima Trindade, e Deus tinha que a pôr em mãos muito seguras.
Depois a entregaria a José; e José diz-nos o Evangelho que era "vir iustus", um homem santo, o mais santo depois de Maria e de Deus.
Os pais de Maria tiveram de ser muito santos também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário