Busca no Blog

15 de março de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 321 a 323


MAIS OBRAS DE MISERICÓRDIA

1. S. Serapião ficou sabendo de um credor que se dispunha a vender como escravo a um pai de família que lhe devia certa importância. O Santo, compadecido da esposa e dos filhos do devedor, ofereceu-se em lugar dele como escravo. O credor aceitou a oferta, mas, muito edificado com as virtudes do Santo, não somente lhe deu a liberdade, como ainda se converteu com toda a sua família ao cristianismo.

2. S. Raimundo Nonato consagrou sua vida, como religioso de Nossa Senhora das Mercês, à redenção dos cativos cristãos. Um dia, depois de ter invertido na compra de cativos todo o dinheiro que levava, conseguiu a liberdade de outros muitos entregando-se ao cativeiro em lugar deles. Muito teve que sofrer naquelas masmorras, onde era o consolo e a defesa dos pobres presos. A uns sustentava na fé cristã; a outras, que haviam caído na apostasia, lograva faze-los voltar à fé de seus pais. Depois de terríveis sofrimentos, foi resgatado por seus Religiosos mercenários, e o Papa Gregório IX nomeou-o cardeal da Santa Igreja Romana.

3. José Sarto (mais tarde Papa e hoje S. Pio X), durante a epidemia de cólera que devastou Veneza em 1873, entre as muitas obras de misericórdia que fez com os doentes, uma delas era acompanhá-los à sepultura, o que fazia até durante a noite, carregando ele mesmo os cadáveres, quando necessário.
O mesmo fazia, a seu tempo, S. João de Deus. Quando tinha notícia da morte de algum pobre, corria a dar-lhe sepultura cristã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário