Busca no Blog

5 de março de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 304 a 306

O QUE VALE O TEMPO

1. Em certa revista lia-se este curioso anúncio: “Perderam-se um lingote de ouro e sessenta pérolas finas. Amanhã daremos mais explicações”. Em o número seguinte lia-se no mesmo lugar: “Perder uma hora é perder uma barra de ouro; e as sessenta pérolas finas são os sessenta minutos”.

2. Montalembert dirigia-se certa vez aos jovens e para arrancá-los ao marasmo e encorajá-los a empreender grandes coisas, exclamou: “Dai-me vossos vinte anos de idade, se não sabeis o que fazer deles”.

3. Bresila, filha de S. Paula, irmã de S. Eustóquia, era boa, mas levara uma vida um tanto dissipada. Ficou viúva aos vinte anos de idade, após sete meses de casada. Consagrou-se então a Deus para viver em continência, mas logo a morte a surpreendeu, e em seus últimos momentos sentia não ter imitado a sua irmã Eustóquia. “Rogai ao Senhor Jesus, dizia, que me perdoe por não ter podido executar tudo o que tinha em projeto”. S. Jerônimo, para consolar a S. Paula, dizia-lhe numa carta: “Bresila arrependeu-se de não ter consagrado a Jesus sua virgindade e de se ter consagrado a Ele tão tarde. Ó minha prezada Bresila, tranquiliza-te: a alvura de teu vestido nunca foi manchada, e nunca é tarde para converter-se”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário