Busca no Blog

27 de maio de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 118 a 123

O MENINO JESUS NA HÓSTIA

1. Certo pároco de Moneada (Espanha) andava atormentado por escrúpulos. Temia que a sua ordenação sacerdotal tivesse sido inválida e que, por isso, as suas palavras na consagração fossem ineficazes. Nosso Senhor quis restituir-lhe a paz da alma por meio de um milagre. Uma menina de cinco anos, ao assistir às Missas desse pároco, da consagração até a comunhão via na Hóstia um belíssimo menino. Ciente disso, o sacerdote colocou sobre o corporal três hóstias, mas consagrou somente duas; à hora da comunhão consumiu uma e deixou a outra ao lado da hóstia não consagrada. Chamou em seguida a menina que lhe apontou exatamente a hóstia consagrada, dizendo-lhe que naquela via o Menino e na outra não.

2. S. Lourenço Justiniano era devotíssimo da SS. Eucaristia e a sua fé profunda na presença real de Jesus na hóstia consagrada manifestava-se especialmente enquanto celebrava o santo sacrifício, na devoção angélica e nas copiosas lágrimas que derramava, edificando grandemente a todos que o viam ao altar. Não raro quis Deus recompensar-lhe a fé e devoção com fatos prodigiosos. Uma vez, por exemplo, na noite de Natal, quando celebrava a santa Missa, pode contemplar na Hóstia santa um belíssimo Menino.

3. Em 1924, estavam um dia os deputados da República da Colombia reunidos na Câmara, quando ouviram o som de uma campainha que anunciava a passagem duma procissão em que se levava o Sagrado Viático a um enfermo.
Fez-se no recinto da Câmara profundo silêncio e os deputados puseram-se em pé e permaneceram em respeitosa atitude até que a procissão acabou de passar.

4. Os protestantes, separando-se da Igreja Católica, perderam o sacerdócio e a Eucaristia instituída por Jesus Cristo.
Certo dia, um visitante, entrando na esplêndida catedral protestante de Basileia (Suíça), descobriu respeitosamente a cabeça. O guia, estranhando esse gesto, disse: “O sr. não precisa descobrir-se, porque aqui não está ninguém”.
Tinha razão; nos templos protestantes Jesus não está.

5. A beata Joana Maria Bonomi, contando somente cinco anos de idade, ao assistir à missa de um neo-presbítero, viu, no momento da consagração, como dois anjos erguiam a Hóstia resplandecente de luz.

6. Um missionário encontrou-se, certa manhã, bem cedinho, com uma menina que voltava da igreja. Depois de dizer-lhe: “Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo” e ela responder: “Para sempre seja louvado”, perguntou-lhe:
— Minha filha, você vai à missa todos os dias?
— Sim, sr. Padre, todos os dias, tanto no verão como no inverno.
— Mas, minha filha, você mora longe da igreja; não acha que é muito sacrifício fazer cada dia essa jornada tão fatigante?
Ao que ela respondeu com grande candura:
— Sr. Padre, é por amor de Jesus que a gente faz. Ele bem o merece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário