Busca no Blog

11 de maio de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 106

FIRME COMO UMA COLUNA

Vivia em Siracusa, no terceiro século do cristianismo, uma rica e graciosa jovem chamada Luzia. Os dons da natureza de que estava adornada eram nada em comparação com os belos dotes de sua alma. Pura como um anjo, humilde, modesta, mansa, caridosa, cativava a todos que dela se aproximavam.
O cristianismo atravessava, naquela época, dias difíceis, e professar a fé em Jesus Cristo era considerado um crime digno de morte. Reconhecida como cristã, Luzia foi conduzida à presença do governador Pascásio, tristemente célebre por sua ferocidade contra os cristãos. O tirano, após várias perguntas, vendo que a donzela lhe respondia sempre com imperturbável coragem, disse-lhe com ar de mofa:
— Quando fores espancada, então te calarás.
Luzia replicou:
— Aos verdadeiros discípulos de Jesus Cristo não faltarão palavras, quando estiverem diante dos juízes, porque Ele disse que, em tais ocasiões, o Espirito Santo, que receberam, falará por eles.
— Então, o Espirito Santo está em ti?
— Sim; todos os que levam vida casta e pura são templos do Espirito Santo.
— Pois bem; eu te farei cometer um pecado feio para que o Espirito Santo saia de ti.
— Isso não está em teu poder. Se eu não consinto, a tua violência brutal só me pode proporcionar uma dupla coroa.
Pascásio, cheio de ira, ordenou aos algozes que a arrastassem a um lugar de pecado. Mas naquele instante manifestou-se claramente a virtude do Espirito Santo que estava na casta donzela. Os esbirros não conseguiram removê-la, pois uma força invisível tornou-a imóvel como uma coluna.
O tirano teve de a mandar matar ali mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário