Busca no Blog

24 de março de 2016

Quarta-feira de Cinzas - Data 10/02/2016

Prezados leitores, Salve Maria!

Nosso Senhor nunca abandona os seus, pois diante das dificuldades atuais do mundo católico sempre nos oferece consolo. Com a graça de Deus, o IBP - Instituto do Bom Pastor favoreceu aos fiéis ligados ao Rito Tridentino a cerimônia de Benção e Imposição das Cinzas, realizada no dia 10/02/2016 na Capela da Polícia Militar. Estamos publicando fotos da cerimônia no dia em questão.

"Tendo revestido o cilício e deposto a sua coroa para cobrir a cabeça de cinzas, a Igreja, nossa mãe, de rosto emaciado pelo jejum, une a sua penitência ao poder expiatório do sangue redentor, para invocar a misericórdia divina."

Quarta-Feira de Cinzas

Féria de 1ª classe - Paramentos roxos

"A Igreja abre a Quaresma com a imposição das cinzas, lembrando, assim, aos fiéis a sua condição de mortais e vincando bem a necessidade de penitência.
Na primitiva Igreja, a programação duma penitência coletiva para os pecadores culpados de faltas graves e públicas, acompanhava o trabalho de preparação do catecúmeno para receber o batismo, no dia de Páscoa.
Ao principiar a Quaresma, o bispo benzia os cilícios e as cinzas, e impunha-os aos penitentes, que durante quarenta dias expiavam as suas faltas "in cinere et cilicio", na expectativa da reconciliação sacramental de Quinta-Feira Santa. A imposição das cinzas, como hoje a conhecemos, é uma extensão e transposição da antiga penitência pública; aquilo que, inicialmente, dizia respeito somente a uma categoria de fiéis, acabou por se aplicar a  todos, perdendo, em consequência, o rigor primitivo.
A expiação tem a sua parte no esforço de purificação, a que a Igreja nos instiga; porém, maior ainda a da misericórdia divina. Leituras, cânticos e orações da imposição das cinzas, como as da missa que se lhe segue, convidam-nos a implorá-la confiadamente. Este esforço prosseguirá toda a Quaresma, na esperança da Páscoa e da alegria dos resgatados."





















Nenhum comentário:

Postar um comentário