Busca no Blog

9 de novembro de 2015

Tesouro de Exemplos - Parte 2

QUEM QUER DISCUTIR RELIGIÃO...

Viajava num trem um douto e modesto frade. Lia o seu Breviário e não prestava atenção ao que os vizinhos desocupados conversavam, embora tivesse percebido que andavam a gracejar sobre a religião. Uma senhora, mais petulante que os outros, intrigada com o silêncio do frade, volta-se para ele e diz:
— Saiba, Padre, que eu sou incrédula!
— Então a senhora não admite uma revelação divina?
— Ah! não, isso de revelação não passa de fábula.
— E a senhora estudou as provas da revelação?
— Não senhor.
— Mas terá lido alguma obra de S. Tomás ou de Balmes?
— Também não.
— E não passou a vista por alguma apologética fundamental, a de Hilaire, por exemplo?
— Não, senhor.
— Pois então, minha senhora, permita-me que lhe diga a verdade: a senhora não é incrédula, a senhora. é uma analfabeta!
E’ isso mesmo. Andam por ai certos “incrédulos” dizendo ou escrevendo disparates contra a religião e, no entanto, não passam de pobres analfabetos em assuntos religiosos.
Que lhes aproveite esta lição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário