Busca no Blog

19 de outubro de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 194

A QUEM LEVA O DIABO

O que vou contar hoje é uma velha história, mas tem tanto de trágico como de cômico.
Uma noite, com um grande saco ao ombro veio o diabo à terra para levar consigo tudo o que Deus não quer no céu. Ao caminhar, tropeçou num bêbado e lançou-o no saco, dizendo: “Os beberrões são meus, Deus não os quer. Ao inferno com eles!”. Seguiu andando, e encontrou um ladrão: “Para o saco, para o saco! — disse com uma grande gargalhada. — De ladrões está cheio o inferno!”
Continuou andando, e encontrou um escandaloso. “Oh! oh! este é pior que o demônio. Os escandalosos são sujeitos infernais. Se algum dia eu tiver de vir. ao mundo disfarçado, será de escandaloso. Para o saco com ele!” E assim foi metendo no saco a todos que tinham a alma negra, manchada com pecados de maledicência, orgulho, inveja, luxúria, e não sei quanta coisa mais. Até um hipócrita caiu no saco do diabo. “Oh! — disse — destes entram milhões no inferno! até já perdi a conta. É pena que nenhum deles consiga penetrar no céu... pois eu é que tenho de aguentar a todos”.
Depois, encontrou-se com um tal que não era bêbado, nem ladrão, nem escandaloso; mas, também, não era bom, porque Deus não o quis levar. “Quem és? — perguntou-lhe o diabo, abrindo o saco para metê-lo dentro. “Eu — respondeu o tal — nunca fui amigo nem inimigo de ninguém; a todos e a tudo fui indiferente”. “Um indiferente!? diz o diabo; ora bolas, não serviste para Deus, nem para mim me serves; não prestas nem para o inferno!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário