Busca no Blog

25 de dezembro de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 235

QUANTO BEM FAZ A EXTREMA-UNÇÃO

Em sua obra “Os jesuítas alemães nos campos de batalha e nos lazaretos”, refere o P. Rist que administrou a Extrema- Unção a um soldado em estado tão lastimoso, que todos o davam por morto no prazo de poucas horas.
Entretanto, na manhã seguinte, voltando o padre ao hospital, encontrou o doente sentado na cama em franca melhora.
— Mas como é isso — disse o padre — passando assim tão bem?
— Ah! Padre, devo a vida ao senhor; desde que recebi os Sacramentos estou passando tão bem, que parece um milagre.
— Pois dê graças a Deus; a saúde é um dos efeitos da Extrema-Unção.
Poucos dias mais tarde, o doente deixava o hospital são e salvo, seguindo para Paderborn, sua residência. No batalhão, em que servia, haviam-lhe dado baixa, julgando-o falecido, e comunicaram o fato à sua esposa. Entretanto, quando chegou a infausta noticia, Matias (assim se chamava o soldado) já se achava são, contente e feliz em companhia de sua mulher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário