Busca no Blog

24 de dezembro de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 232 a 234

BELOS EXEMPLOS DE ADORADORES

1. O venerável João B. Bertrán, pároco de Alcora, desde estudante passava longas horas em silenciosa mas carinhosa visita, oculto num canto da igreja, com os olhos fitos no Sacrário. Mais tarde, quando sacerdote, passava todos os dias três ou quatro horas de joelhos fazendo oração diante do tabernáculo.

2. O beato João de Rivera, apesar das graves ocupações que os cargos de Arcebispo e Vice-Rei de Valência lhe impunham, passava até sete horas de joelhos e imóvel aos pés da Hóstia consagrada, adorando a Jesus Sacramentado.

3. Santo Afonso de Ligório, quando estudante e mesmo quando jovem advogado, nunca deixava de assistir à devoção das Quarenta Horas, em Nápoles, onde, naquele tempo, esse piedoso exercício se fazia em todas as igrejas. Mais tarde, como sacerdote e religioso, embora ocupadíssimo com os cargos de superior e missionário, demorava-se em oração diante do Santíssimo o mais que podia. De seus longos e fervorosos entretenimentos com Nosso Senhor nasceram as belíssimas “Visitas ao Santíssimo .Sacramento” para cada dia do mês, que o. Santo compôs e que até hoje encontram enorme aceitação. Deste Santo se lê que, já um ancião venerável, quando Deus demorava em atender aos seus pedidos, não vacilava em ir ao Sacrário e bater à portinha, dizendo com ingênua e piedosa audácia: “Mas, Jesus meu, não me ouvistes?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário