Busca no Blog

28 de fevereiro de 2021

Milagres que de Santo Antônio Provados Perante o Bispo de Pádua e Mais Outros Milagres que se Juntavam - Terceira Parte - Capítulo LXI

CAPÍTULO LXI

Da trasladação do bem-aventurado Padre Santo Antônio e do milagre de sua língua

No ano da Encarnação do Senhor de mil e duzentos e sessenta e três, depois que, pelos méritos e intercessão de Santo Antônio, a Deus aprouve que a cidade de Pádua fosse livre do poder e jugo do tirano Ezzelino que por muitos anos a devastara, os Paduanos, em prova da sua muita devoção a Santo Antônio e em sinal de gratidão, levantaram em sua honra igreja grande e magnífica.

E porque resolveram trasladar seu bem-aventurado corpo para sepulcro novo, fizeram as precisas escavações no sítio onde ele por mais de vinte e sete anos estivera enterrado. E quando, no dia oitavo do Pentecostes, se procedia à trasladação, foi encontrada a sua língua fresca, rubicunda e formosa como se naquela mesma hora o bem-aventurado Padre tivesse morrido.

E o honrado varão Frei Boaventura que ao tempo era Ministro Geral da Ordem e depois foi cardeal e bispo albanense, assistindo à dita trasladação, com muita reverência pegou da língua do Santo em suas mãos, e banhado em lágrimas de alegria, começou de falar ao povo e pronunciou estas palavras dulcíssimas: “Ó língua bendita, que sempre a Deus louvaste e bendisseste, e aos outros ensinaste a louvar e bendizer, agora claramente se nos mostra quantos foram teus méritos junto de Deus!”

E enquanto assim falava, imprimia nela devotos e doces ósculos. E depois mandou colocá-la honradamente em lugar alto.

Para louvor de Deus e de seu servo Santo Antônio. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário