Busca no Blog

22 de fevereiro de 2021

Milagres que de Santo Antônio Provados Perante o Bispo de Pádua e Mais Outros Milagres que se Juntavam - Terceira Parte - Capítulo LX

CAPÍTULO LX

Como Santo Antônio libertou a cidade de Pádua do poder de Ezzelino, o tirano

Chegara o tempo em que a Omnipotência do Senhor resolvera pôr fim às crueldades do pérfido Ezzelino da Romano, arrancando-lhe das mãos a cidade de Pádua. Na noite da festa de Santo Antônio, já o Legado Pontifício com sua cavalaria fechara o cerco à cidade, estava o guardião do convento, Frei Bartolomeu de Coradino, de vela ao sepulcro do Santo a pedir com muitas lágrimas a libertação da cidade.

E, coisa maravilhosa! de repente, do sepulcro saiu uma voz, clara e sonora, que bem na ouviu o frade. E dizia assim:

— Frei Bartolomeu, não hajas temor nem tristeza; mas conforta-te e alegra-te. No dia oito da minha festa, Pádua recobrará sua antiga liberdade e outra vez gozará suas velhas regalias.

E, por graça de Deus, assim sucedeu tal qual a voz anunciara.

E muitos frades que na igreja também velavam aquela noite, deram testemunho de que ouviram a mesma voz.

E vindo a notícia ao conhecimento dos cidadãos de Pádua, concordaram eles em celebrar cada ano o dia oitavo de Santo Antônio com grande ajuntamento e solenidade, do modo como até ali celebravam o dia da sua festa. E, por graça de Deus, ainda no presente se conserva este costume. Para glória e louvor de Deus e de seu servo Santo Antônio. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário