Busca no Blog

20 de julho de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 379

AS INFÂMIAS DA IGREJA

Em 1852, apresentou-se a D. Bosco um notável protestante e entregou-lhe um livro, dizendo:
— Neste livro encontrará o sr. todas as infâmias da Igreja Católica.
Era um livro de Triviéres, cujas mentiras e calúnias eram mais numerosas do que as palavras que continha.
— Indique-me o senhor as infâmias — disse D. Bosco.
O protestante respondeu:
— Não é uma infâmia o Papa fazer-se adorar como se fosse Deus? Não é coisa de pagãos adorar os santos e suas imagens? Não é indigno proibir a leitura do Evangelho?
Dom Bosco, com toda a calma, disse-lhe que lhe mostrasse um só decreto emanado da Igreja Católica em que se encontrasse alguma das três acusações. O luterano revolveu o seu livro, mas, não encontrando nada, disse que voltaria mais tarde com as provas. S. João Bosco tomou então a palavra:
— O sr, tome o tempo necessário — disse — para ler e procurar as provas; mas, se não conseguir provar o que afirmou, tenho razão de afirmar que os protestantes sempre foram e continuam sendo os caluniadores da Religião da Igreja Católica.
O ministro protestante não voltou: com certeza ainda está procurando as tais provas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário