Busca no Blog

25 de setembro de 2016

Tesouro de Exemplos - Parte 185

UM DEFUNTO QUE FALA

Santo Estanislau, bispo, foi acusado perante o rei da Polônia de haver usurpado uma fazenda.
O santo declarou que a comprara e pagara, mas, como não possuía escritura e as testemunhas não se atreviam a dizer a verdade por temor do rei, o santo propôs fazer comparecer o dono para provar o que afirmava. Seus inimigos aceitaram logo a proposta, porque sabiam que o antigo dono da fazenda falecera fazia já três anos.
Depois de passar toda a noite em fervorosas orações, Santo Estanislau foi ao cemitério e mandou que levantassem a pedra da sepultura; com seu báculo tocou aqueles restos mortais e ordenou ao defunto que se levantasse e o seguisse.
Chegados ao tribunal, o defunto falou e diante de todos declarou que recebera do bispo a importância da compra, ficando desmascarados os inimigos do santo.
Santo Estanislau perguntou-lhe, então, se queria viver ou morrer. Prefiro morrer — disse — porque me falta muito pouco para sair do purgatório.
Voltou, pois, a sua sepultura acompanhado de muita gente e, depois de pedir orações, expirou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário