Busca no Blog

20 de setembro de 2016

[Doutrina] Erros atuais - Padre Daniel Pinheiro - IBP

[Doutrina] Erros atuais

Publicamos abaixo o aviso que o Padre Daniel Pinheiro tem dado em algumas ocasiões. Pensamos ser importante a publicação pela confusão completa que, infelizmente, reina também nos meios católicos. Se os erros à esquerda são já bem conhecidos, começa a surgir uma direita com fundamentos completa e gravemente errôneos. E os católicos se deixam facilmente iludir por ela. Segue o aviso.
Aviso
É preciso deixar de seguir aqueles que, embora se digam católicos, querem confundir os católicos. É preciso deixar aqueles que, se dizendo católicos, negam que o Papa Francisco seja o Papa e afirmando que ainda é Bento XVI ou dizendo que não há mais um Papa. É preciso deixar aqueles que, se declarando resistentes, recusam a união com o Papa, mesmo estando asseguradas a fé, a moral e a liturgia católicas. É preciso deixar aqueles que, se dizendo católicos, têm uma filosofia que contradiz a doutrina católica e que se aproxima do esoterismo e do modernismo pelo caminho do erro gravíssimo do perenialismo. É preciso deixar aqueles que se dizendo católicos não seguem uma filosofia aristotélico-tomista (fundada na realidade), mas seguem as suas próprias invenções. É preciso deixar aqueles que, se dizendo católicos, não aderem à doutrina social da Igreja, que não é socialista nem propriamente capitalista e que dizem que a Igreja erra em sua doutrina social. É preciso deixar aqueles que colocam a primazia no campo político e não no campo religioso. É preciso deixar aqueles que usam palavrões para convencer os outros ou para expor sua pretensa filosofia ou teoria política, fazendo que as pessoas, levadas pelas paixões suscitadas pelos palavrões, não pensem no que está sendo dito e fiquem cegas. E, sem pensar, seguem cegamente uma pessoa, dominadas por ela. Sem falar que os palavrões provocam os pecados contra a pureza. E, assim, o demônio continua a reinar sobre as almas. É preciso deixar aqueles que simpatizam com a maçonaria e a defendem, dizendo que existe uma boa maçonaria. É preciso deixar de seguir aqueles que cultuam falsos profetas. A verdade é que os católicos se deixam levar facilmente por supostos movimentos ou pensadores de direita, simplesmente por se declararem anticomunistas. E, combatendo o comunismo, terminam por aderir a tantos outros erros graves, às vezes sem perceberem. Não se pode combater um erro com outro erro. O bem tem que ser integralmente bom (bonum ex integra causa). O católico tem que ser integralmente católico. Os católicos têm que ser católicos também nos ensinamentos sociais da Igreja, tão limpidamente expostos pelos Papas no século XIX e início do XX. Contra o liberalismo, também econômico, e contra o socialismo e comunismo. Não brinquem com a fé se deixando iludir pelas modas de pensamentos à direita, à esquerda ou ao centro, combatendo um erro e engolindo vários outros. É preciso ser católico coerente e não caótico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário