Busca no Blog

22 de dezembro de 2020

THESOURO DE PACIÊNCIA

DA ORAÇÃO DO HORTO


MEDITAÇÃO III


 Vendo Jesus Cristo que crescia a sua aflição, continuou em orar a Deus, a então baixou um Anjo do Céu para o confortar. Assim deves tu fazer, alma atribulada: nas tuas angustias não te voltes para as criaturas, volta-te antes para o teu Deus, e com Ele desabafa, com Ele chora, com Ele desafoga o teu coração, que Ele te confortará. Tu não sabes, alma minha, que Deus tem um coração, e, deixa-me explicar assim, um gênio sumamente terno e compassivo? Não sabes que Deus te tem um amor excessivo e entranhável, e que te amou até morrer por ti? Pois como podes duvidar que, se te voltares para Ele no meio da tua aflição, deixe de te confortar? Adverte que o teu Deus é teu Pai, é teu Irmão, é teu Esposo, é teu Amigo, e até quis ser teu companheiro nos trabalhos. E quem te pode consolar melhor? Se todo o mundo te faltar, não importa: Se todos te desampararem, não importa, que tens o teu Deus; isto te basta. No teu maior desamparo retira-te a um canto, ou, se o não tiveres, ao teu mesmo coração; e, abrasada intimamente com Deus, dize a ti mesma: Ainda bem que tenho a meu Deus: ainda bem que ninguém mo pode tirar.

JACULATÓRIA.-

Meu Deus, meu Pai, meu Amigo, tende compaixão de mim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário