Busca no Blog

4 de dezembro de 2020

Milagres de Santo Antônio, durante a sua vida mortal - Primeira Parte - Capítulo V

Como Santo Antônio estando a pregar ao povo de Limoges, foi ao coro dos Frades dizer a lição que lhe fora encomendada

Quando Santo Antônio era Custódio de Limoges, na Semana Santa em noite da Ceia do Senhor saiu a pregar a palavra de Vida eterna na igreja de S. Pedro dos Quatro-Caminhos. E à hora da meia noite, estava ele no sermão, os Frades Menores cantavam no seu convento os salmos do Ofício. E Santo Antônio ficara de ler uma das lições de Matinas.

Ora, prosseguindo os frades na salmodia, chegaram à lição que Santo Antônio havia de cantar, e ei-lo que subitamente aparece no meio do coro e começa de entoar solenemente a lição. E todos os frades ali presentes se espantaram e com razão, pois sabiam que naquele momento estava o Santo a pregar na igreja da cidade.

A virtude de Deus fizera com que ele a um tempo pudesse estar com os seus frades no coro a ler a lição e na igreja de S. Pedro a anunciar ao povo as palavras de Vida eterna. E enquanto demorou no coro dos frades, esteve no púlpito, calado, em silêncio, à vista de toda a gente.

Numa Legenda de Santo Antônio se conta haver-lhe acontecido coisa semelhante em Montpellier. E foi desta maneira:

No tempo em que o Santo Antônio ensinava teologia em Montpellier, sucedeu pregar ele certa vez numa festa solene onde se ajuntara a cleresia e muito povo. E mal começara o sermão, quando se acordou haverem-lhe dado no convento ofício que por esquecimento não encomendara a outro.

Era costume entre os frades, nas festas maiores, cantarem dois deles a Aleluia na missa conventual. E daquela feita caía a vez ao Servo de Deus.

Pelo que, muito pesaroso, puxou o capuz para a cabeça e recostou-se no púlpito a modos de quem vai dormir. E àquela mesma hora foi visto a cantar na igreja dos frades por largo espaço de tempo; e entretanto esteve também presente em corpo, no púlpito, à vista da multidão dos ouvintes.

E não há motivos para duvidar, no caso. Pois como o Deus todo poderoso se dignou levar o doutor Santo Ambrósio às exéquias de São Martinho e o bem-aventurado São Francisco ao Capítulo Provincial de Arles quando Santo Antônio ali pregava do título da Cruz, assim quis repetir a maravilha com este seu servo, a mostrar que em méritos era ele igual àqueles Santos.

E cantada que foi a Aleluia no coro dos frades, logo o Santo tornou a si no púlpito e prosseguiu na pregação que interrompera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário