Busca no Blog

5 de fevereiro de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 275

SABEIS QUEM EU SOU?

Ah! não sabeis quem eu sou?...
Eu sou a ruína dos grandes proprietários.
Sou o tormento da classe média, dos burgueses, dos camponeses remediados.
Sou o naufrágio dos pobres.
Sou a tentação das mulheres moças e até das velhas.
Sou a ruína dos lares.
Sou a morte dos mais sólidos capitais.
Sou o instrumento da corrupção.
Sou a sede que se não sacia, o fogo que se não extingue, a tentação que está sempre presente.
- Como? Então não me conheceis?...
Eu sou o Luxo e a Moda!...
S. Jolo Crisóstomo, dirigindo-se às casadas, dizia: “Quereis adornar-vos? Fazei-o com a modéstia e o decoro, e não com jóias e vestidos custosos; assim sereis mais agradáveis a vossos maridos. Há adornos que geram ciúmes e inimizades, disputas e lutas intestinas nas famílias. A modéstia da esposa é para o marido a melhor garantia, e para ambos o mais forte laço de concórdia em vosso estado. A modéstia é mãe do amor verdadeiro”

Nenhum comentário:

Postar um comentário