Busca no Blog

10 de dezembro de 2014

Sonhos de Dom Bosco

15/21 - DOIS SACERDOTES NA CATEDRAL ( 1886)
                                  
 Entrava na catedral de são João de Turim, quando viu dois sacerdotes, um dos quais estava apoiado na pia de água benta e o outro numa coluna, tendo ambos com indiferença um chapéu na cabeça. Sabia querido repreendê-los, mas duvidava um pouco de força eu digo ao primeiro deles:
- Perdão, donde é o senhor?
- E o senhor que lhe importa saber isto? Lhe respondeu o outro com brusquidão.
- É somente porque quisera dizer-lhe uma coisa que urge.
- Pois, eu não  tenho nada a ver com o senhor.
- De todos os modos, olhe senhor: eu não quero recriminá-lo; porém, se não guarda o devido respeito ao lugar santo e não lhe importa que a gente se escandalize e ache graça do senhor, ao menos olhe para sua própria pessoa. Tire o chapéu!
- É verdade, tens razão, diz o sacerdote e tira o chapéu.
Depois Dom Bosco se dirigiu ao outro e lhe repetiu o aviso; e este também descobriu a cabeça. E Dom Bosco, rindo com prazer, acordou.

Observações:
Contado em 25 de fevereiro. Estamos diante de outra das preocupações de Dom Bosco: a dignidade, o bom nome do ministro do altar?



Nenhum comentário:

Postar um comentário