Busca no Blog

19 de junho de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 511

MAMÃE, SERÁ ASSIM O FOGO DO INFERNO?

Em princípios do século passado vivia na cidade de Amiens, na Franca, um menino chamado Luís Francisco de Bauvais, cuja inocência era o encanto de quantos o conheciam. Um dia, quando estava se aquecendo ao pé do fogo em companhia de sua mãe:
— Mamãe? — perguntou-lhe, — será assim o fogo do inferno?
— Meu filho — respondeu-lhe a piedosa mãe, — o fogo do inferno é muito mais quente e abrasador; este, comparado com aquele, não é mais que fogo pintado.
— E se eu caísse nele? — acrescentou aquele anjinho tremendo de medo.
— O inferno, meu filho, foi feito só para os pecadores. Se fugires do pecado, nada terás que temer.
Aos catorze anos morreu aquele menino admirável e, envolta a sua alma na alvíssima veste da inocência, voou para o céu.
O pensamento do inferno, a lembrança daquele fogo abrasador é meio eficaz e poderosíssimo de conservar a inocência ou de recuperar a graça de Deus, quando perdida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário