Busca no Blog

24 de junho de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 516

NA CAPELA DO COLÉGIO

Mais de duzentas meninas e jovenzinhas enchiam a linda capela do Colégio de Nossa Senhora da Piedade. Como estavam recolhidas e atentas! Estavam em retiro espiritual.
Era o momento do sermão. Sentadas todas em seus bancos, imóveis como anjos ao redor do trono de Deus, tinham os olhos pregados naquele velho missionário que lhes falava com a doçura de uma criança e a convicção tão amarga de um ancião.
As vezes riam-se, as vezes choravam. Nos olhos de algumas notavam-se já os lúgubres reflexos dos remorsos; nos de outras, o vago e cândido olhar da inocência.
Naquela tarde o missionário de Deus, com seu Crucifixo ao peito, lembrava-lhes a grave obrigação que tinham de amar a Deus desde seus primeiros anos; de repente, com voz fogosa, mas impregnada de inefável bondade, apostrofou-as: “Que dizeis? Que me respondeis? Ai! uma voz tímida e envergonhada, lá do fundo do vosso coração, me responde: Mais tarde! mais tarde!... Ouvistes, ó meu Deus? Dizem sempre: Mais tarde! — Mais tarde! diz a menina entretida com seus jogos infantis... Mais tarde! diz a jovem, quando goza dos prazeres da juventude e quando toma estado... Mais tarde! diz a mulher casada, porque tem marido e filhos para zelar... Em todas as idades diziam: Mais tarde! E, enfim, essas velhas encurvadas sob o peso dos anos, essas velhas sem energias nem para o bem nem para o mal, essas velhas que o mundo vai empurrando como múmias para o cemitério, voltam-se a Deus e dizem: Agora, meu Deus, agora vos queremos amar! As energias da mocidade para o mundo e os achaques da velhice para Deus... Parece-vos bem isso?
As formosuras da juventude para o mundo e as rugas da velhice para Deus... Parece-vos bem isso?
As alegrias da mocidade para o mundo e os remorsos da velhice para Deus... Parece-vos bem isso?
O melhor vinho da juventude para o mundo e os resíduos asquerosos da velhice para Deus... Parece-vos bem isso?
Repito: Que vos parece? Está certo isso?
Mais tarde!... e quem sabe se não morrereis amanhã?
Então muita gente desfilará diante de vossa sepultura, onde vossa mãe estará chorando sobre vossos ossos descarnados, e o vosso anjo da guarda escreverá sobre o mármore que cobre vossos restos mortais: “Aqui jaz uma jovem... Morreu aos vinte anos... Pena que não tenha tido tempo de ser boa!”
Mais tarde!... E quando chegar o momento de vossa morte, quando quiserdes amar e servir a Deus e a morte erguer inflexível o seu alfanje, sentireis remorsos inexplicáveis e chorareis; mas o vosso anjo vos dirá: “Chorai como virgens loucas o que não soubestes fazer como virgens prudentes...”
O missionário calou-se.
As meninas choravam; e todas, no mais fundo do coração diziam: Hoje, meu Deus, hoje mesmo começaremos a vos amar. Sim, é justo que vos amemos e vos consagremos a nossa mocidade, e toda a nossa vida.
Que os Anjos digam: Amém! assim seja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário