Busca no Blog

6 de setembro de 2017

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

Nossa Senhora Noiva


Parte 5/8

Jovem, que vais crescendo e sentes que desperta o teu coração com ânsias veementes de amor e procuras à tua volta um companheiro a quem entregar esse amor, com a condição de que ele te entregue o seu!
Ainda não tens idade de procurar esse companheiro e já estas inquieta sobre a tua sorte. Tens pais na terra que também pensam no teu futuro, porém talvez com miras pouco elevadas. Mas tens um pai no céu. Deus também é teu Pai. E Deus, que te destina ao matrimônio, já te tem preparado o companheiro da tua vida, com o qual serás feliz. Não duvides que já o tem preparado.
Disse-nos Jesus Cristo que não cai um cabelo da nossa cabeça sem a disposição divina; como não há de Deus intervir com a sua providência neste assunto, um dos mais importantes da vida do homem?
Porém tu não confias em Deus, afastas-te d'Ele, e antes de tempo lanças-te em busca desse companheiro, com o receio de ficares solteira. Teus pais, levados pelo mesmo receio, empurram-te a isso também.
E encontrarás talvez algum jovem; porém não é esse o que Deus te destinou, porque procuraste-o antes de Deus querer.
Esse não te apresenta Deus, mas sim o demônio. E para que? Para que sejas a pedra de escândalo em que tropeces e caias, e sejas desgraçada.
Também não encontrarás o companheiro que Deus te destinou numa diversão pecaminosa; porque a essa diversão não manda Deus que vás, nem tu nem ele.
Tampouco será o companheiro destinado por Deus o que te incite a pecar; o que te diga que lhe mostres o carinho que lhe tens, ofendendo a Deus.
A Providência divina manifesta-se, às vezes com um encontro que parece casual, e foi preparado por Deus. Em todo o caso tu mesma tens que escolher empregando os meios naturais que estão ao teu alcance.
É difícil  a escolha, porque a paixão do amor cega muito a inteligência e impede-a de discorrer acertadamente.
A jovem que está apaixonada não quer ver as más qualidades daquele a quem ama, só reconhece as boas qualidades.
Não quer fazer caso das pessoas que a aconselham bem. Por isso tens que fazer a escolha, antes que o coração esteja muito interessado. E tens que orar e rezar muito para fazeres uma escolha acertada.
E rezar não é fazer novenas aos santos, aos quais o povo atribui a especialidade de arranjar noivos. Rezar é pedir a Deus e à Virgem Santíssima que te iluminem e disponham as coisas de maneira que, se o jovem não te convém, se desfaçam as relações. Rezar é refletir à luz das verdades sobrenaturais se o jovem que se te apresenta reúne as qualidades que deve ter um bom esposo.
Dirás: Que condições são essas?
Dir-te-ei as qualidades de um jovem ideal; para que aquele que escolheres se assemelhe o mais possível com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário