Busca no Blog

27 de setembro de 2017

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

Nossa Senhora Noiva. 


Parte 8/8

Uma palavra aos pais.
A vossa filha cresce e chega o momento em que deve escolher um estado de vida.
Então mais do que nunca, deveis recordar que sois os representantes de Deus e que não deveis contrariar os planos divinos.
O vosso dever então não é impor aos filhos a vossa vontade, é ajudá-los a encontrar a vontade divina, para que a cumpram.
Não estorveis a vossos filhos o caminho por onde Deus quer que vão. Fareis com que sejam desgraçados na vida e pondes em perigo a sua salvação eterna.
Se destina vossa filha para o matrimônio, ajudai-a a procurar o companheiro que Deus lhe tem destinado.
Põem-se às vezes os pais a deliberar sobre o jovem que acompanha a sua filha e as visitas dessas deliberações são por vezes muito terrenas.
Em primeiro lugar colocam-se os valores materiais; os valores morais ou não contam, ou colocam-se num plano secundário.
A nossa filha tem tanto dinheiro, pode aspirar a mais. E se em vez de olharem ao dinheiro, tivessem em conta as virtudes morais, teriam que chegar a outra conclusão: a nossa filha não merece tanto.
Se os pais aconselhassem as filhas com fins elevados e as filhas imitassem a Santíssima Virgem nas suas relações, abundariam muito mais os lares semelhantes ao da Sagrada Família.
Porém sucede o contrário, multiplicam-se os divórcios, as infidelidades conjugais, as discórdias internas que tornam impossível a convivência dos esposos.
Não se pode edificar um edifício sólido sobre alicerces falsos.
Escolhei os alicerces do vosso lar com todo o cuidado, que a vossa conduta mereça a bênção de Deus no momento de contrair matrimônio, e tereis um lar feliz, semelhante ao da Santíssima Virgem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário