Busca no Blog

24 de janeiro de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 265 a 266


PARA SER SANTO É PRECISO SER HUMILDE

1. Os monges apresentaram ao Abade S. Pacômio um peregrino que era tido por. santo. O abade, depois da ceia, falou a toda a comunidade reunida sobre as vantagens e os inconvenientes da vida dos peregrinos e citou aquelas palavras: “Qui multum peregrinantur, raro sanctificantur”. E, observando o peregrino, notou-lhe no rosto e nos olhares iracundos, que lhe dirigia, o mau efeito que causavam ao suposto santo as suas palavras. Chamando-o de parte, disse-lhe: Meu amigo, donde lhe vem tanto aborrecimento? Antes, todos os monges o tinham por santo e, agora, se vê que o senhor está longe da santidade, pois falta-lhe a humildade para sofrer com paciência as injúrias”.

2. S. João de Deus, em outubro de 1537, após uma longa ausência, apareceu em Granada, onde era muito conhecido, com um feixe de lenha, que queria vender para matar a fome. Temeu, porém, que, ao vê-lo entrar com aquele traje e aquela carga, todos o tivessem por louco, como já acontecerá em outra ocasião. E sentiu respeito humano. Mas, quando se deu conta disso, dizia a si mesmo: “É assim, asno e cobarde, que a vergonha te impediu de entrar na cidade com esta lenha? Eu castigarei teu orgulho: Levarás o teu feixe até o meio da praça pública, à presença de todos aqueles que hão de reconhecer-te".
E assim o fez e repetiu durante vários dias. Vale o que diz S. Afonso: “Tem mais valor um ato de humildade que todas as riquezas do mundo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário