Busca no Blog

11 de janeiro de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 256

UMA PRINCESA NO CONVENTO

Com grande luxo de pormenores descreve F. Spirago a profissão religiosa da princesa Luisa, filha de Luís XV, rei de França. Recebeu o véu no convento das carmelitas perto de Paris, em presença do núncio, que ostentava a representação do Papa Clemente XIV e de toda a corte. A capela foi engalanada com esplendor nunca visto. A princesa apareceu vestida com maravilhoso traje que reluzia de ouro e pedras preciosas, e em sua cabeça levava coroa de puríssimos diamantes. A princesa, em dado momento, despojada de todas aquelas jóias, recebeu em troca o hábito grosseiro e o véu e prostrou-se por terra. Muitas lágrimas correram dos olhos das pessoas da corte. Viveu no claustro dezessete anos com o nome de Irma Teresa de Santo Agostinho, em grande pobreza com as demais religiosas, e faleceu aos cinqüenta anos de idade em odor de santidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário