Busca no Blog

18 de janeiro de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 261

AS PEQUENAS VIRTUDES

O famoso artista Miguel Angelo não se cansava de retocar suas obras. Tinha um amigo que o visitava com freqüência, mas, em certa ocasião, por várias semanas, deixou de o fazer. Quando voltou à oficina, disse ao mestre:
— Como? não fizeste nada desde que estive aqui?
— Sim, por certo, — respondeu o pintor.; — trabalhei todos os dias; fiz os lábios e a boca mais expressivos, o rosto mais suave, melhorei o trabalho das veias e o contorno da espádua, e outros muitos pormenores que seria longo enumerar.
— Tudo isso não passa de pequenezas.
— Certamente — respondeu Miguel Angelo; — mas nessas pequenezas está a perfeição da imagem.
O mesmo se pode dizer da virtude. S. Agostinho dizia: “Se queres conseguir as coisas grandes, começa pelas pequenas”.
Alguém escreveu: “As virtudes mais importantes e mais sólidas são as de microscópio, imperceptíveis para os olhos do mundo e fundamento da vida espiritual, como as células são o fundamento da vida do organismo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário