Busca no Blog

16 de novembro de 2021

A Humilde Santa Bernadette - Colette Yver

MODO DE PENSAR DO DR. BERNHEIM

Além disto, saibam essas pessoas que não é tão fácil quanto se julga curar pelo hipnotismo e pela sugestão. A psicoterapia é uma ciência. Conhece e demarca ela própria seus limites. Determinou-se pela pena de um dos seus maiores professores, o Dr. Bernheim, chefe da célebre Escola de Nancy. Eu aqui o cito, servindo-me do livro que todos deveriam conhecer: "História Crítica de Lourdes", de Jorge Bertrin, doutor em Direito, agregado à Universidade (de Bruxelas 1931).
Eis uns trechos por ele tomados de empréstimo ao mestre da psicoterapia: "A sugestão é uma terapêutica quase exclusivamente funcional. Se consegue restabelecer as funções perturbadas, que chega a curar os órgãos doentes . . . A sugestão não pode recolocar um membro deslocado, descongestionar uma articulação inchada pelo reumatismo, nem refazer a substância cerebral destruída. Não se sugestiona tampouco aos tubérculos que desaparecem. A sugestão não pode restaurar o que está destruído".
E se, deixando de parte o organismo, nos limitarmos à função: "É forçoso confessá-lo, os resultados obtidos pela sugestão são transitórios. Pode a sugestão restabelecer a função enquanto esta não tiver sido suprimida de todo pela lesão, enquanto a perturbação daquela for só dinâmica; pois a sugestão não suspende a evolução orgânica da doença". (Bernheim, Hipnotismo, Sugestão, Psicoterapia, Paris 1903, págs. 320-350).

Nenhum comentário:

Postar um comentário