Busca no Blog

28 de janeiro de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 442

UM SONHO DE D. BOSCO

Sonhou D. Bosco que se encontrava na sacristia a ouvir confissões. De repente entrou ali um bode, que começou a dar saltos e a brincar com os meninos que se preparavam para a confissão, afastando-os pouco a pouco. Aproximou-se, também de D. Bosco, insinuando-lhe que deixasse de ouvir confissões. Enfastiado, o Santo descarregou sobre o bode um murro tremendo e quebrou-lhe um chifre, obrigando-o a fugir. Quando terminou as confissões, revestiu-se dos paramentos para celebrar a missa e foi para o altar. A hora da Comunhão, viu que muitos bodes tinham entrado ali e, metidos entre os bancos, distraíam os que iam comungar. Alguns meninos, dos que se tinham levantado para ir à mesa da comunhão e mesmo alguns que já se achavam nela, incitados por aqueles animais, voltavam para seus lugares sem comungar. O Santo compreendeu logo que aqueles bodes eram demônios, que, com suas tentações e afetos desordenados, afastavam os meninos dos santos Sacramentos.
Cuidado, pois, crianças! Não vos deixeis enganar pelo demônio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário