12 de janeiro de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 434

ONDE ESTAVA JESUS CRISTO ANTES DE LUTERO?

O Dr. B. M. B., que de modo especial se dedicava aos convertidos, conta o seguinte: Eu estava no meu escritório. De repente batem à porta. Apenas disse “entre!” e uma jovem desconhecida estava em pé diante de mim. Sem apresentação alguma foi dizendo:
— O Senhor teria a bondade de responder-me a uma pergunta?
— Mas posso saber, primeiro, com quem tenho a honra de falar?
— Isso lhe direi depois. Primeiro peço-lhe o obséquio de responder a minha pergunta.
Embora admirado daquela insistência, respondi:
— Se estiver em mim...
— Pois bem, a pergunta é esta: Onde estava Cristo antes de Lutero? Eu sou protestante e li na Bíblia a palavra de Cristo: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo”. Portanto, antes de Lutero onde estava Cristo?
— Sua pergunta está logo respondida: Ele estava ai, onde está até hoje, isto é, na Igreja Católica, pois outra Igreja não houve antes de Lutero.
— Muito agradecida. Foi isso mesmo que eu pensei. — Eu sou Margarida K., e o sr. ainda ouvirá falar de mim.
Passaram-se duas semanas. Batem a minha porta. Era Margarida. Depois de cumprimentar-me, disse:
— Falei a minha mãe da visita, que, há poucos dias, fiz ao senhor. Então ela me disse que mandaria convidar ao pastor protestante para responder a minha pergunta. E ele veio à nossa casa. Quando me perguntou o que queria, dirigi-lhe a mesma pergunta que fizera ao sr. A principio ficou estupefato; depois, furioso, disse que eu estava possessa do demônio e na iminência de perder a fé; que eu não era digna de pertencer à Igreja de Lutero, o homem de Deus, e portanto devia tornar-me logo católica.
Respondi-lhe com toda a calma que apenas fizera uma pergunta, que, ao 1er a Bíblia, fizera a mim mesma e queria saber se ele podia responder-me. Levantou-se, então, inopinadamente e exclamou:
— De gente possessa do demônio não quero saber nada!
E saiu apressadamente.
— Ah! foi assim que ele a tratou?
— Sim; e agora estou aqui e quero, se for possível, fazer-me católica. Quero estar na Igreja, onde está Cristo.
Seis meses mais tarde — no Natal — tive a felicidade de ver à mesa da comunhão uma grande neo-comungante, que, com lágrimas nos olhos, oferecia seu coração para servir de berço ao Salvador. Agora ela sabia e experimentava onde está Jesus Cristo.
Oxalá tenha muitos imitadores!

Um comentário: