Busca no Blog

3 de abril de 2021

THESOURO DE PACIÊNCIA

DA COROAÇÃO DE ESPINHOS

MEDITAÇÃO V


Vendo os judeus ao Senhor assim coroado, e vestido na figura de rei de escarnio, atreveram-se aos mais insolentes desacatos que se podiam imaginar: uns chegaram a pôr as mãos no seu divino rosto, e descarregaram nele inumeráveis bofetadas, e outros cuspiam na face de seu Criador. E que faria o todo poderoso Deus assim ofendido e ultrajado? Que faria o Deus das vinganças? Aquele Deus, que zelosíssimo da sua honra? Aquele Deus, que castiga eternamente inumeráveis  exércitos de anjos infelizes, só por um pensamento atrevido em que caíram? Que faria aquele Deus, de quem está escrito que, se olha para a terra com indignação, a faz tremer; e que basta um seu aceno para ficarem tremendo de susto as mesmas colunas do firmamento? Que faria este Deus Omnipotente, vendo-se assim ultrajado pelos insolentes soldados com tão execrandos atrevimentos? Sofre, cala-se, humilha-se, e oferece (como tinha aconselhado) sua face às bofetadas, e o seu rosto às salivas. Suspende, alma minha, por um pouco a tua admiração, e entra no coração do teu Jesus para ver o que nele passa nesta ocasião. Que achas? amor, paz, paciência e desejo veemente de padecer tudo o que restava para bem teu. Ora, prostra-te por terra, pasma, e adora a tão bom Deus: abre logo o teu coração, e lança fora dele tudo o que for ódio, vingança ou ira dos que tem agravado: esquece- te de tudo, e põe os olhos da consideração só em teu Deus assim injuriado e verás como te deves haver com essas que te parecem grandes injúrias. .

JACULATORIA.

Que vergonha, Deus meu! Eu me escandalizo do menor agravo, e Vós calado e mudo a tantos desprezos? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário