Busca no Blog

29 de julho de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 536

QUERO TER TAMBÉM O MEU PADRE

Um domingo, quando o pároco explicou o evangelho e disse que o número de sacerdotes estava diminuindo muito, e que isso era muito triste, uma velha empregada dizia consigo: “Que poderei fazer para que haja mais padres, eu que sou uma pobre empregada? Vou rezar, para que o divino Espírito Santo acenda nos corações das mães cristãs o desejo de consagrarem os filhos a Deus”. Contudo, aquele propósito, embora nobre e santo, não a satisfazia, porque o pároco dissera também que “em nossos dias não basta rezar, mas é preciso agir”.
“Meu Deus, dizia ela, que quereis pois que eu faça?”
De súbito ocorreu-lhe à mente uma ideia, uma ideia nova e quase desconhecida até então: “Se pudesse ajuntar tanto dinheiro que bastasse para preparar um jovem ao sacerdócio?”
Este pensamento a afligia e alegrava ao mesmo tempo. Pobre senhora! Para viver tinha apenas uma pequena renda deixada por seus patrões e para trabalhar suas mãos estavam quase entorpecidas. “Não importa, disse consigo; farei economias... trabalharei mais...” Economia, quando se tem apenas para viver? trabalhar mais aos 60 anos?... E todavia estava decidida a dar a Deus um padre.
“Um padre! — repetia — serei feliz quando tiver um padre, que eu formei; um padre que rezará a Deus por mim, que salvará almas por mim. Meus Deus, não me deixeis morrer sem vos ter dado um padre”.
E foi economizando até ajuntar uma bela soma. Foi ter com o pároco e disse-lhe:
— Sr. pároco, quero realizar o meu velho sonho: ter o meu padre. O sr. procure um rapaz bom, inteligente e piedoso, que tenha vontade de estudar e ser padre. Eis uma pequena soma para os primeiros anos de Seminário; se Deus me der vida e forças, continuarei a trabalhar e economizar...
O pároco, muito edificado, dizia:
— Obrigado, alma generosa; Deus te recompensará.
E a velha deixava a casa paroquial repetindo com alegria:
“Também eu terei o meu Padre... também eu terei o meu Padre!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário