Busca no Blog

6 de outubro de 2018

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.,

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

Beleza Corporal da Santíssima Virgem


Parte 6/6

E agora vem o assunto principal. Sendo tal a beleza de Maria, como a podemos imitar?
Isto é o mais maravilhoso, porque precisamente por ser de tal natureza essa beleza pode-se imitar.
A beleza de Maria, como disse Teódoto de Ancira, não é beleza de flor artificial conseguida com pinturas postiças, é beleza de rosa natural, beleza nascida de dentro, que espontaneamente, naturalmente, brota para o exterior.
Essa beleza portanto não se consegue pintando o rosto com pinturas artificiais, consegue-se imitando interiormente a alma da Virgem Maria.
Consegui-la-ás fazendo que cresça na tua alma a graça santificante.
Consegui-la-ás cultivando todas as virtudes. Consegui-la-ás crescendo todos os dias em santidade.
Consegui-la-ás comunicando-te muito intimamente com Deus. E consegui-la-ás cultivando a virtude da virgindade, essa raiz onde os Santos Padres creem encontrar a causa principal da beleza corporal de Maria.
Todas essas belezas sobrenaturais, divinas, todas elas juntas transparecerão no teu semblante e em todo o teu corpo e em todas as tuas ações e terás um encanto indefinível que jamais as mulheres mundanas poderão imitar com todos os cremes e pinturas do seu toucador.
Encanta-te a beleza?
Procura a beleza verdadeira; procurando essa beleza não pecarás, pelo contrário, merecerás que Deus te olhe com agrado e que Jesus Cristo te olhe com uma complacência semelhante à que sentia quando olhava para sua Mãe; e, sobretudo, olhará para ti encantada a Santíssima Virgem, porque verá que reproduzes a sua beleza com mais perfeição que os quadros dos melhores artistas, e que te podes chamar com toda a verdade sua filha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário