Busca no Blog

28 de outubro de 2017

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.,

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

Nossa Senhora Virgem  


Parte 4/11

A saudação que dirige a Maria não pode ser mais cheia de louvor: "Deus te salve". Deus envia-te uma saudação.
"És a cheia de graça".
Muita graça teve a alma da Virgem no primeiro instante da sua existência, mais talvez que todos os santos juntos. Essa graça multiplicava-a a cada momento. Não punha obstáculo algum a que crescesse. Ao fim de quinze anos, quanta graça teria?
- Diz o anjo que sua alma está cheia de graça.
cheia devia estar sempre, e contudo crescia. Dir-se-ia que a capacidade da alma de Maria ia crescendo à medida que a graça crescia, para que sempre a pudéssemos chamar a cheia de graça.
"O Senhor está consigo".
Deus está em todas as almas que têm a graça santificante. quanto maior é a graça, mais entra Deus na alma. E como a Virgem teve maior graça que todos os anjos e santos, por isso estava com ela mais intimamente do que com qualquer outra criatura.
"És bendita entre todas as mulheres".
Podia ser este o louvor que mais lisonjeasse a vaidade de uma mulher. A mulher é ciumenta de todas as outras. Anseia por suplantá-las a todas; queria eclipsá-las como o sol eclipsa todas as estrelas para brilhar ele só e atrair para si todos os olhares.
E um anjo que não adula como os homens, diz a Maria: És a predileta de Deus entre todas as mulheres.
Grandes mulheres existiam no Antigo Testamento. as escolhidas por Deus para libertadoras do seu povo foram: Débora, Judit, Ester... Grandes santas haviam de existir na Igreja católica. Santas Virgens: Inês, Cecília, Teresa de Jesus, Margarida de Alacoque, Teresa do Menino Jesus. Santas Rainhas: Isabel de Hungria, Isabel de Portugal. Todas muito queridas por Deus, porém incomparavelmente mais que todas elas, Maria.
A bátega de louvores que de repente o anjo deixou cair sobre aquela alma cheia de humildade devia-a deixar atordoada.
"Ao ouvir tais palavras a Virgem perturbou-se e pôs-se a considerar o que significaria uma tal saudação". Compreendeu o anjo a surpresa de Maria e apressou-se a tranquilizá-la. E dirige-lhe outro louvor: "Não temas, Maria, porque achaste graça aos olhos de Deus". A tua humildade, a tua pureza, todas as tuas virtudes atraíram para ti o olhar de Deus, e ganhaste-lhe o coração. Tanto o conquistaste, que quer baixar do céu à terra.
Neste momento o anjo descobriu à Virgem Santíssima a sua vocação.
Até então não a conhecia. Com a simplicidade de criança tinha-se entregado nas mãos de Deus e deixava-se levar por ele plenamente confiada na sua Providência.
Inspira-lhe o voto de virgindade e fá-lo. Manda-a por meio dos seus tutores contrair matrimônio, e obedece. 
Aonde a levaria Deus? Não se inquieta em sabê-lo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário