6 de abril de 2016

Domingo in Albis primeiro depois da Páscoa

Prezados Leitores, Salve Maria!

No último domingo, fomos agraciados com mais uma belíssima cerimônia no Rito Tridentino. A missa foi celebrada pelo Padre Tomás Parras (IBP - Brasília), Diacono José Zucchi (IBP - França) e o Subdiacono Marcos Mattke (IBP - França).

Domingo in Albis

Primeiro depois da Páscoa

Estação em S. Pancrácio

1ª classe - Paramentos brancos

Domingo Quasimodo, Domingo In albis, Domingo de Pascoela - três nomes por que é conhecido este domingo. O primeiro, em virtude do introito; o segundo, por alusão às vestes brancas dos neófitos; o terceiro, porque este dia oitavo da Ressurreição é uma Páscoa em ponto pequeno.
Os neófitos conservaram, toda a semana, as vestes brancas do batismo. Depuseram-nas ontem, mas a Igreja exorta-os a prolongar, em suas almas, a festa da Páscoa, permanecendo fiéis à graça, de que foram enriquecidos (coleta). A celebração pascal deve significar também para nós uma renovação da vida de batizados; e é por essa razão que a Igreja se dirige, instantemente, não só aos que acabam de entrar na milícia cristã, mas também a nós.
Não estamos sós, nem privados de amparo na vida, que abraçamos. A Igreja robustece-nos a fé, alimenta-nos as almas "com o leite puro de sua doutrina", com o pão da Eucaristia; faz de nós testemunhos da Ressurreição de Jesus Cristo e da vitória, que alcançou sobre o mundo perverso.
A estação deste domingo é em S. Pancrácio, para honrar a memória deste jovem cristão, que levou a fidelidade às suas convicções ao ponto de as selar com o seu sangue.


























































































































2 comentários:

  1. João Paulo - Pinhais6 de abril de 2016 11:53

    Deus lhes abençoe por proporcionar a vinda de verdadeiros padres católicos para Curitiba! Isso no entanto deve ter custo... Como podemos ajudar? É possível realizar por sistemas de pagamento online como paypal e pagseguro?

    Deus abençoe tão importante obra para a vitória da verdadeira Missa Católica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado João Paulo, Salve Maria!
      Obrigado por reconhecer nosso apostolado e continue rezando para que possamos nos manter firmes na luta para sermos bons católicos.
      Sim, realmente existe um custo para trazer um padre para Curitiba e vamos precisar de toda a ajuda possível. Estaremos em breve publicando novidades quanto a Associação Civil São Pio V, a qual já está devidamente formalizada junto aos órgãos públicos. Com a associação todos os interessados poderão de alguma forma contribuir para a manutenção da vinda dos sacerdotes do IBP para Curitiba.
      Continue acompanhando o nosso blog, pois estaremos publicando em breve mais informações.
      Um grande abraço em Cristo Nosso Senhor
      Administrador do Blog São Pio V

      Excluir