Busca no Blog

5 de agosto de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 544

POR TRABALHAR NOS DOMINGOS

Um moleiro da Vendéia (França), pervertido pela revolução e estimulado pela ambição, trabalhava nos domingos com escândalo do povo, fazendo andar o moinho durante os atos religiosos da igreja.
Um dia — era festa solene — saiu muito cedo para por em movimento o moinho e praguejava porque o vento não era bastante como ele queria. Pôs o moinho em condições de funcionar e escondeu-se, esperando que acabasse de passar os fiéis que iam à igreja.
Quando notou que começara a Missa, saiu de seu esconderijo e aproximou-se do moinho. Nesse momento levantou-se um pé-de-vento e uma das aspas (asas do moinho) lançou o infeliz moleiro a vinte passos de distância, cessando o vento instantaneamente. Gravemente ferido, morreu momentos depois, sendo levado para casa por aqueles que voltavam da igreja após terem cumprido seus deveres para com Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário