Busca no Blog

20 de maio de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 496

A COMUNHÃO FREQÜENTE NOS NOSSOS DIAS

“Depois da comunhão do celebrante, ouve-se um leve ruído entre os fiéis... Uma linda procissão encaminha-se para a mesa da comunhão. É uma procissão emocionante. Pequenos e grandes, homens e mulheres, pobres e ricos, instruídos e analfabetos, todos... todos vão... vão para o altar... com a cabeça inclinada, com passos comedidos. Cada alma é um tabernáculo vivo. Tabernáculos puros, brancos, sem mancha, tabernáculos que se dirigem à sagrada mesa para receber o Santíssimo Sacramento.
Ajoelham-se e erguem o rosto para o sacerdote, que passa distribuindo a comunhão. Que rostos! Que olhares! Olhos brilhantes, olhar transfigurado, expressão de profundo regozijo que dificilmente se veem em outra parte. Assim resplandecia o rosto dos Apóstolos no Tabor. Parecem-se ás flores que abrem o seu cálice para receber o primeiro raio de sol matinal. Assemelham-se ao cume das altas montanhas, quando parecem abrasadas pelos raios do sol poente. Parecem-se... mas para que buscar novas comparações?... São como o homem que encontrou o seu Deus. O rosto divino resplandece, brilha nos rostos humanos” (Tihamer Toth).

Nenhum comentário:

Postar um comentário