Busca no Blog

26 de abril de 2018

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.,

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

A Imaculada Conceição


Parte 1/6

Apresento-te esta nova coleção de retratos da Santíssima Virgem. Direi melhor, de fotografias.
A Igreja chama à Virgem Maria: casa de ouro, arca da nova aliança. Isso e muito mais é a Virgem Maria: foi o palácio que teve na terra o rei do céu; e vamos tirar fotografias de todos os salões desse palácio.
É o sacrário onde esteve encerrado o Filho de Deus feito homem; e vamos contemplar pouco a pouco esse sacrário maravilhoso. Vamos contemplá-lo por fora e por dentro.
Começamos pelas belezas que se encerram dentro dele; depois fixaremos o exterior.
Primeiro, contemplaremos a alma da Santíssima Virgem. Depois fixaremos o seu corpo e o seu vestir.
Há duas classes de sacrários: uns primorosamente trabalhados no exterior; e por dentro com um dourado simplicíssimo. Dir-se-ia que os artistas ao fazê-los tiveram em conta agradar aos homens que os vêem por fora, mais que a Jesus Cristo que habita no interior.
Há outros sacrários lavrados de maneira diferente: no exterior o trabalho é simples; interiormente uma maravilha de arte e de riqueza. Se perguntardes ao artista porque o construiu assim, ele responderá: é que dentro habita Deus.
A Santíssima Virgem ia ser o sacrário vivo, onde habitaria nove meses o Filho de Deus; e o artista divino que fabricou esse sacrário, exteriormente fê-lo primoroso; porém onde fez uma maravilha do seu poder e sabedoria infinita foi no interior, na alma da Virgem Santíssima.
É Deus quem vai construir a sua própria morada. Como a fará?
Quando um pai de família edifica uma casa para viver, fá-la completamente a seu gosto: a distribuição dos aposentos, a decoração, os móveis, até os últimos detalhes, tudo a seu gosto.
Deus vai construir sua casa na terra. É a sua Mãe Santíssima; e faz também essa casa a seu gosto.
O que primeiro agrada a Deus é a limpeza; Deus não pode ver nada manchado. Por isso, antes de admitir as almas à sua presença no céu, retém-nas no purgatório para que purifiquem até as mais ligeiras imperfeições.
A Virgem Santíssima ia ser o céu onde habitaria Deus ao baixar à terra, e esse céu tinha que estar limpo como aquele onde mora durante toda a eternidade.
Vamos penetrar na alma de Maria e o que primeiro nos causará admiração será a sua limpeza. Limpa, até do pecado original. Limpa, dos pecados e imperfeições pessoais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário