Busca no Blog

3 de novembro de 2017

Tesouro de Exemplos - Parte 413

COMOVIA OS CORAÇÕES

No tempo do rei Luís XIV, um certo Padre Honorato pregava em Paris uma série de sermões quaresmais com pouca eloquência, mas, em compensação, com muito entusiasmo e muito fervor. O rei perguntou ao famoso orador. Luís Bourdaloue o que pensava do pregador.
— Majestade, — respondeu o célebre conferencista, — esse orador arruína os ouvidos, mas comove os corações. Durante as pregações dele restituem-se as bolsas roubadas durante as minhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário