Busca no Blog

9 de dezembro de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 558

QUE PENSAVAM ELES DA SANTA MISSA?

Henrique III, rei da Inglaterra, ouvia todos os dias três missas. Deus o recompensou com um reinado de 56 anos.
S. Elzeário, conde de Sabran, exigia que seus domésticos ouvissem missa todos os dias.
S. Luís era muito ocupado, pois tinha de governar um reino importante, e contudo assistia à missa diariamente.
O mesmo fazia O’Connell, o libertador da Irlanda, que era também um homem ocupadíssimo.
Ozanam, embora sempre muito ocupado, dizia: “O melhor modo de economizar tempo é perder todas as manhãs meia hora ouvindo santa missa”.
Garcia Moreno, como presidente que era do Equador, apesar das suas múltiplas ocupações, punha toda a sua felicidade em ouvir a santa missa todas as manhãs.
Napoleão I visitou certa vez o pensionato de Ecouan dirigido pelo sr. Campan. Percorrendo o regulamento da casa, encontrou um artigo que dizia: “Os pensionistas ouvirão missa aos domingos e quintas-feiras”. Napoleão corrigiu o artigo, escrevendo de seu próprio punho: “Todos os dias”.
S. Margarida, rainha da Escócia, nada recomendava tanto a seus filhos como o recolhimento durante a missa. E foi bem sucedida, pois um senhor da capital (Edimburgo) dizia: “Quereis ver como rezam os anjos no céu, observai como, durante a missa, se porta nossa rainha com seus filhos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário