Busca no Blog

26 de setembro de 2018

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.,

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

Beleza Corporal da Santíssima Virgem


Parte 1/6

A Igreja, que não mente, diz: "Maria é toda bela". Toda és formosa, Maria. Toda; em ti nada há que não seja formoso.
De que mulher se pode dizer com verdade algo semelhante? De que rainha de beleza, dessas que se elegem todos os anos, se poderá dizer que é toda formosa sem nenhum defeito?
Só a Mãe de Deus é toda formosa; por isso usa com toda a propriedade o nome de Maria.
Não nos consta que na imposição desse nome à donzela de Nazaré existisse uma intervenção tão extraordinária de Deus como na imposição do nome de Jesus ou de João, o precursor de Cristo.
A imposição do nome entre os hebreus era uma cerimônia que se revestia de certa solenidade. A poucos dias de nascer uma menina, os familiares reuniam-se em casa dos pais e deliberavam sobre o nome que se lhe havia de pôr. E afirma a propósito São Gregório Niseno que mesmo que Deus não tivesse revelado expressamente esse nome, teria intervindo duma maneira especial ma deliberação acerca do nome que havia de usar sua mãe, para que expressasse o que aquela menina era na realidade. E pôs-se-lhe o nome de Maria.
E, que significa o nome de Maria? A sua etimologia tem sido muito estudada. Encontraram-se nele até cinquenta significados diferentes. As últimas investigações dizem-nos que o nome de Maria, palavra de origem hebraica, equivale a pingue, palavra que segundo a mentalidade dos hebreus quer dizer formoso.
Deus que dá a cada coisa o nome que lhe convém, deu a sua Mãe o nome de Maria; quer dizer, formosa, porque a Mãe de Deus havia de ser toda formosa. "Toda pulchra es, Maria".
E como foi a formosura corporal da Virgem Maria?
Os artistas têm fantasiado muito para fazerem o retrato da Mãe de Deus. Os pintores e escultores têm escolhido como modelos as mulheres mais belas, para fazerem as estátuas e os quadros da Virgem Maria. Os poetas têm percorrido todas as páginas da Sagrada Escritura buscando os símbolos mais expressivos para aplicá-los a Maria. Fixaram-se, sobretudo, na descrição que se faz da esposa no Cântico dos Cânticos, e aplicaram-na à Mãe de Deus.
Depois de examinarem as páginas da Escritura, volveram os olhos para a criação e para o que encontraram de mais belo no firmamento, no mar e no campo, nos astros, nas flores, e atribuíram-no à Rainha da Criação. 
Retratos belíssimos; mas criações de fantasias humanas. E nós queremos conhecer a realidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário